MATEUS 17,1-8 - (397)

Texto bíblico diário comentado (397)

Irmãos e irmãs,

Participemos da leitura e reflexão diária da Palavra de Deus. Ter no coração o Evangelho é ter encontrado o tesouro que transforma a vida de todos.

Mateus 17,1-8 – A transfiguração – seis dias depois, Jesus tomou Pedro, Tïago e seu irmão João, e os levou para um lugar à parte sobre uma alta montanha. E ali foi transfigurado diante deles. Seu rosto resplandeceu como o sol e as suas vestes tornaram-se alvas como a luz. E eis que lhes apareceram Moisés e Elias conversando com Ele. Então Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: "Senhor, é bom estarmos aqui".

Se queres, levantarei aqui três tendas: uma para ti, outra para Moisés e outra para Elias. Ainda falava, quando uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra e uma voz, que saía da nuvem, disse: "Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo, ouvi-o!" Os discípulos, ouvindo a voz, muito assustados, caíram com o rosto no chão. Jesus chegou perto deles e, tocando-os, disse: "Levantai-vos e não tenhais medo", Erguendo os olhos, não viram ninguém; Jesus estava sozinho. Palavra da Salvação!

Comentário: Jesus convida os apóstolos Pedro, Tiago e João ao silêncio da alta montanha, para que observassem a Sua realidade gloriosa, tornando-os capazes de transmitir aos outros a confirmação da dupla natureza do Messias: Divina e Humana. Os apóstolos puderam ter ali uma antevisão de como seria o corpo ressuscitado de Jesus: "Seu rosto resplandeceu como o sol e as suas vestes tornaram-se alvas como a luz".

Os três apóstolos desempenhariam experiências especiais no grupo: Pedro, foi escolhido pelo próprio Jesus para ser a pedra fundamental da sua Igreja, precisava participar da vida íntima do Senhor, para depois confirmar seus irmãos na fé. João, o discípulo do amor, seria quem, em seu evangelho e em suas cartas, iria falar com força e convicção da presença atuante do Senhor em ação. E Tiago, o primeiro a derramar o sangue, a dar testemunho vivo de Cristo, precisava daquele momento especial, para não vacilar na hora do seu martírio.

Jesus transfigurado encontra-se e conversa com Moisés e Elias, e falam sobre os acontecimentos que se darão quando da Sua Paixão. Moisés é o grande responsável pela apresentação do decálogo – Os dez mandamentos – da Antiga Lei. Elias é o primeiro Profeta. Ambos representam a Lei e os Profetas, que apontam Jesus como centro de toda Palavra de Deus.

Jesus é o novo Moisés, que realiza com a humanidade a Nova e Eterna Aliança. O nosso Deus, Eterno e Todo Poderoso, novamente vem nos visitar – Já tinha se revelado no Batismo de Jesus: "Uma nuvem luminosa os cobriu com sua sombra e uma voz, que saía da nuvem, disse: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo, ouvi-o!"

O Monte Tabor, como tradicionalmente se aceita, ou o Monte Hermon, como alguns pensam ser o lugar onde se deu a transfiguração, simboliza o novo Monte Sinai. Aquele momento especial - sem anular os mandamentos da Antiga Lei - traz para nós o único Mandamento da Nova Lei: Ouvi-O!"

Deus nos dá um novo e importante Mandamento, que se une à antiga Lei aperfeiçoada pelo Messias: Ouvir Jesus. Amá-lo. Cumprir Sua orientação. Ter no coração o Seu Evangelho, é ter encontrado o tesouro que transforma a vida de todos. Portanto, lembremo-nos, além dos Mandamentos da Antiga Lei, temos um novo grande Mandamento: Ouvir Jesus.

Um forte abraço para todos

Fraternalmente,

Severino Alves

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Acesso Restrito