MATEUS 15,10-10 (389)

Texto bíblico diário comentado (389)

Irmãos e irmãs,

Participemos da leitura e reflexão diária da Palavra de Deus. Busquemos mudar o que precisa ser mudado em nossas vidas para sermos pessoas melhores.

Mateus 15,10-20 – Ensinamento sobre o puro e o impuro – Em seguida, chamando para junto de si a multidão, disse-lhes: "Ouvi e entendei! Não é o que entra pela boca que torna o homem impuro, mas o que sai da boca, isto sim o torna impuro". Então os discípulos, acercando-se dele, disseram-lhe: "Sabes que os fariseus, ao ouvirem o que disseste, ficaram escandalizados?" Ele respondeu-lhes: "Toda planta que não foi plantada por meu Pai celeste será arrancada. Deixai-os. São cegos conduzindo cegos! Ora, se um cego conduz outro cego, ambos acabarão caindo num buraco".

Pedro, interpelando-o, pediu-lhe: "Explica-nos a parábola". Disse Jesus: "Nem mesmo vós tendes inteligência? Não entendeis que tudo o que entra pela boca vai para o ventre e daí para a fossa? Mas o que sai da boca procede do coração e é isto que torna o homem impuro. Com efeito, é do coração que procedem más intenções, assassínios, adultérios, prostituições, roubos, falsos testemunhos e difamações. São essas coisas que tornam o homem impuro, mas o comer sem lavar as mãos não o torna impuro". Palavra da Salvação!

Comentário: As tradições farisaicas, visando purificação, proibiam muitas coisas, como certos alimentos: porco, lebre, alguns peixes, sangue, entre outros; proibindo-se até frutos de árvores nos primeiros três anos. Entre as exigências incluía-se rituais, antes e depois das refeições. Para os fariseus a purificação que se fazia no exterior era mais importante do que a purificação interior.

Jesus não se coloca contra os cuidados com a purificação exterior, porém busca desviar o assunto da impureza legal para o mais importante: a purificação moral. Informa que o mais importante não são os cuidados com o exterior, pois: "Não é o que entra pela boca que torna o homem impuro, mas o que sai da boca, isto sim o torna impuro".

Com esta afirmação Jesus declara puros todos os alimentos, provocando confronto com os fariseus. Os discípulos alertam sobre isto: "Sabes que os fariseus, ao ouvirem o que disseste, ficaram escandalizados?" Porém Jesus não dá importância a isto: "Deixai-os. São cegos conduzindo cegos!"

Considerando as palavras de Jesus: "O que sai da boca procede do coração e é isto que torna o homem impuro. Com efeito, é do coração que procedem más intenções, assassínios, adultérios, prostituições, roubos, falsos testemunhos e difamações", é essencial buscarmos a pureza de coração, a retidão das intenções e das nossas ações.

Mas, como perceberemos a necessidade de mudar? Nas palavras de Jesus já constam informações que nos ajudam a perceber se nosso coração está precisando de uma limpeza de armário: "O que sai da boca procede do coração". Ora, se nossos pensamentos, palavras e ações não contemplam as coisas que agradam a Deus, precisamos mudar nossa vida.

A busca de intimidade com Deus através da oração, de intenção pura e de ações coerentes, gerará um coração limpo e agradável a Deus, conforme Lc 6,45: "O homem bom, do bom tesouro do coração tira o que é bom (...)". Reflitamos e façamos um balanço de nossas vidas, buscando transformar o que precisa ser transformado, com as graças de Deus e com o auxílio do Espírito Santo, para que nos unamos a Cristo cada vez mais e nos tornemos pessoas melhores.

Um forte abraço para todos.

Fraternalmente,

Severino Alves

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Acesso Restrito