“FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER.” (CF. JO 2,1-11)

NOSSA SENHORA DE LOURDES

“FAZEI TUDO O QUE ELE VOS DISSER.”

(CF. JO 2,1-11)

Neste dia 11 de Fevereiro, celebramos a memória da Bem-Aventurada Virgem de Lourdes, e o Dia Mundial do Doente. É a ocasião propícia para por no centro da comunidade as pessoas doentes. Rezar por elas, estar-lhes próximos.

Nossa Senhora podia ter escolhido uma pessoa importante para se manifestar. Mas não. Quis revelar-se a uma jovem pastora, pobre, simples e pura: BERNADETE!

Nossa Senhora podia ter escolhido uma cidade importante. Mas não. Escolheu uma terra desconhecida da França: LOURDES.

Hoje podemos rezar com BERNADETE. Foi a ela que a Virgem Maria se revelou nas aparições em LOURDES. Tinha nessa altura apenas 14 anos de idade. A partir dai e até partir para junto do Pai, com 35 anos de idade, reza, trabalha, sofre...

À luz da nossa sensibilidade atual, ficamos perplexos ao ver BERNADETE, doente e cheia de dores ser incompreendida, humilhada e desprezada.... E compreendemos, com lágrimas nos olhos, o que escreveu no seu testamento espiritual:

“... Mas também obrigada pelas bofetadas, pelos ralhos e maus tratos; e também obrigada, Senhora minha, por me terem tomado por doida, por me terem julgado mentirosa e interesseira...”

NOSSA SENHORA DE LOURDES.jpg2

Nossa Senhora sabia tudo o que lhe havia de acontecer. Por isso a tinha consolado, dizendo: “Prometo fazer-te feliz, não neste mundo mas no outro”.

Hoje no Céu, BERNADETE vem ao nosso encontro para nos dizer vale a pena viver com muita fé no Senhor. BERNADETE diz-nos para não nos cansar de praticar o bem. Um dia juntar-nos-emos a BERNADETE e a todos os santos, e à Virgem Imaculada para, com o SENHOR, sermos felizes eternamente.

Quer nesta aparição em Lourdes, nos meados do século XIX, quer noutras aparições, noutros lugares e épocas da história, a mensagem da nossa MÃE DO CÉU coincide sempre. Continua hoje, como outrora nas bodas de Caná, a insistir conosco: “Fazei tudo o que Ele vos disser”; MARIA continua a apontar para o seu FILHO, a suplicar a nossa conversão ao seu amor!

Padre. José Assis Pereira Soares

Acesso Restrito