15º Domingo do Tempo Comum

Ano C – Dia do Dízimo

RITOS INICIAIS

Intenções:

ANIM: Irmãos e irmãs, que Deus abra nossos olhos para o bem! Boa celebração.

Hoje somos convidados a olhar com atenção aqueles que estão a nossa volta e caminham conosco. Somos chamados a formar uma comunidade de “samaritanos”, seguindo de perto à Lei do Senhor. Não apenas no cumprimento de regras e normas, mas na profunda vivência do amor que gera vida e dignidade a todos os povos.

Cantando, iniciemos a Santa Missa!

            

ACOLHIDA

PR.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém.

PR.: Reunidos para celebrar o Mistério Pascal de Cristo, desejo que a misericórdia do Pai, que pelo sangue de Jesus Cristo reconciliou todos os seres consigo e nos fez morada do Espírito Santo, esteja convosco.

T. Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.

INTRODUÇÃO AO MISTÉRIO

PR.: Todos nós conhecemos a parábola do Bom Samaritano, que ouviremos no Evangelho de hoje. Mas, o que ela diz para o nosso momento histórico? Como essa Palavra divina ilumina nossa vida e nos propõe um estilo de viver?

Se a Palavra de Deus não abre nossos olhos para ver as necessidades do próximo pode ser que o nosso coração não esteja repleto da misericórdia divina. Por isso precisamos suplicar perdão.

ATO PENITENCIAL

PR.: Se a Palavra de Deus não abre nossos olhos para ver as necessidades do próximo pode ser que o nosso coração não esteja repleto da misericórdia divina. Por isso precisamos suplicar perdão.

(Breve pausa silenciosa)

Pelas nossas indiferenças diante das necessidades do próximo, Senhor tende piedade de nós.

T. Senhor, tende piedade de nós!

Pela nossa omissão em estender as mãos para levantar o próximo, Cristo tende piedade de nós.

T. Cristo, tende piedade de nós!

Pela nossa insensibilidade diante da dor do próximo, Senhor tende piedade de nós!

T. Senhor, tende piedade de nós!

PR.: Deus, que sois rico em misericórdia, tenha compaixão de nós, perdoai nossa falta de caridade fraterna, para que todos juntos possamos participar convosco da vida eterna.

T. Amém!

            

HINO DE LOUVOR

ORAÇÃO DO DIA (Missal. Pág. 359)

PR: Oremos:

Ó Deus, que mostrais a luz da verdade aos que erram para retomarem o bom caminho, dai a todos que professam a fé, rejeitar o que não convém ao Cristão e abraçar o que é digno desse nome. PNSJC

T: Amém!

LITURGIA

DA PALAVRA

PRIMEIRA LEITURA:

(Dt 30, 10-14)

Leitura do Livro do Deuteronômio:

Moisés falou ao povo, dizendo: 10Ouve a voz do Senhor, teu Deus, e observa todos os seus mandamentos e preceitos, que estão escritos nesta lei. Converte-te para o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua alma.

11Na verdade, este mandamento que hoje te dou não é difícil demais, nem está fora do teu alcance. 12Não está no céu, para que possas dizer: ‘Quem subirá ao céu por nós para apanhá-lo? Quem no-lo ensinará para que o possamos cumprir?’

13Nem está do outro lado do mar, para que possas alegar: ‘Quem atravessará o mar por nós para apanhá-lo? Quem no-lo ensinará para que o possamos cumprir?’

14Ao contrário, esta palavra está bem ao teu alcance, está em tua boca e em teu coração, para que a possas cumprir.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

SALMO RESPONSORIAL:        

(Sl 68)

Humildes, buscai a Deus e alegrai-vos: O vosso coração reviverá!

SEGUNDA LEITURA:

(Cl 1, 15-20)

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses:

15Cristo é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, 16pois, por causa dele, foram criadas todas as coisas, no céu e na terra, as visíveis e as invisíveis, tronos e dominações, soberanias e poderes. Tudo foi criado por meio dele e para ele. 17Ele existe antes de todas as coisas e todas têm nele a sua consistência.

18Ele é a Cabeça do corpo, isto é, da Igreja. Ele é o Princípio, o Primogênito dentre os mortos; de sorte que em tudo ele tem a primazia, 19porque Deus quis habitar nele com toda a sua plenitude 20e por ele reconciliar consigo todos os seres, os que estão na terra e no céu, realizando a paz pelo sangue da sua cruz.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia

Ó Senhor, vossas palavras são espirito e vida; /as palavras que dizeis bem que são de eterna vida.

EVANGELHO: (Lc 10, 25-37)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 25um mestre da Lei se levantou e, querendo pôr Jesus em dificuldade, perguntou: “Mestre, que devo fazer para receber em herança a vida eterna?”

26Jesus lhe disse: “O que está escrito na Lei? Como lês?” 27Ele então respondeu: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração e com toda a tua alma, com toda a tua força e com toda a tua inteligência; e ao teu próximo como a ti mesmo!”

28Jesus lhe disse: “Tu respondeste corretamente. Faze isso e viverás”.

29Ele, porém, querendo justificar-se, disse a Jesus: “E quem é o meu próximo?”30Jesus respondeu: “Certo homem descia de Jerusalém para Jericó e caiu nas mãos de assaltantes. Estes arrancaram-lhe tudo, espancaram-no, e foram-se embora, deixando-o quase morto.

31Por acaso, um sacerdote estava descendo por aquele caminho. Quando viu o homem, seguiu adiante, pelo outro lado. 32O mesmo aconteceu com um levita: chegou ao lugar, viu o homem e seguiu adiante, pelo outro lado.

33Mas um samaritano, que estava viajando, chegou perto dele, viu e sentiu compaixão. 34Aproximou-se dele e fez curativos, derramando óleo e vinho nas feridas. Depois colocou o homem em seu próprio animal e levou-o a uma pensão, onde cuidou dele. 35No dia seguinte, pegou duas moedas de prata e entregou-as ao dono da pensão, recomendando: ‘Toma conta dele! Quando eu voltar, vou pagar o que tiveres gasto a mais’”.

E Jesus perguntou: 36“Na tua opinião, qual dos três foi o próximo do homem que caiu nas mãos dos assaltantes?” 37Ele respondeu: “Aquele que usou de misericórdia para com ele”. Então Jesus lhe disse: “Vai e faze a mesma coisa”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

HOMILIA

PROFISSÃO DE FÉ

PRECES DA ASSEMBLÉIA

PR.: Com o nosso coração desejoso de misericórdia, aproximemo-nos do Senhor, para interceder a graça de sermos compassivos e fraternos com todos.

T.: Senhor, tornai-nos misericordiosos!

01. Voltai vosso olhar para nós, Senhor, e colocai em nossos lábios e em nosso coração vossos mandamentos para que possamos viver fazendo-nos próximos de quem está necessitado de mais vida. Nós vos suplicamos:

02. Em vosso amor imenso, ó Sabedoria divina, ajudai-nos a viver vossos mandamentos, para que tenhamos a sabedoria dos humildes. Nós vos suplicamos:

03. Nós vos agradecemos, Senhor, porque colocastes Cristo como centro de todas as coisas e como cabeça da Igreja. Concedei-nos por ele, a graça de viver reconciliados convosco e entre nós. Nós vos suplicamos:

04. Em vossa caridade de bom samaritano, Deus de compaixão, convertei nosso olhar para que saibamos ver a necessidade do vosso próximo e estejamos prontos a estender-lhes as mãos. Nós vos suplicamos:

05. Te pedimos ó Pai, pelos nossos dizimistas e ofertantes para que continuem firmes no compromisso, e que através da sua fiel contribuição do dízimo e da oferta generosa, manifestem sua gratidão a Deus. Nós vos suplicamos:

Oração pelas vocações e pelos sacerdotes

Divino Salvador Jesus Cristo/concedei-nos sacerdotes   santos,/ inflamados no fogo do vosso amor /totalmente doados a edificação da vossa Igreja. / E vós, o Maria, mãe dos sacerdotes,/ vós que sois a onipotência suplicante,/ socorrei-os a todos,/ nos trabalhos e dificuldades em que se encontrarem./ Virgem Mãe e Rainha dos Apóstolos   de   Jesus,/ aumentai nas famílias o respeito e o amor ao sacerdócio;/suscitai novas vocações sacerdotais e religiosas./ Guiai, segundo o amor do vosso coração, os nossos seminaristas/ para que sejam mais tarde dignos Ministros do Altar,/ santos e dedicados pastores do povo Cristão./ Assim seja!

PR.: Deus de bondade, concedei-nos a força do vosso amor, para que possamos manifestá-lo ao próximo necessitado. Por Cristo, nosso Senhor.

T. Amém

 

LITURGIA

EUCARÍSTICA

ORAÇÃO DO DIZIMISTA

PR: Caro dizimista, antes de devolver o seu dízimo, faça sua oração de consagração.

Todos: Recebei, Senhor, nosso dízimo! Não é uma esmola, porque não sois mendigo. Não é uma simples contribuição, porque não precisais dela. Esta importância representa, Senhor, nosso reconhecimento, nosso amor e participação na vida da comunidade. Pois o que temos, recebemos de vós. Amém!

(O presidente reza sobre o povo e envelopes)

PR: Aceitai Deus nosso Pai, o dízimo dos vossos filhos e filhas que fielmente vos apresenta em agradecimento pelos benefícios e graças que recebemos de vossas mãos. Que este gesto seja o sinal concreto da nossa vontade de participar da missão da Igreja. Ajuda-nos Maria, mãe da Igreja, a fazermos deste momento uma entrega verdadeira, permanente e de coração ao teu amado filho, Jesus Cristo, que com o Espírito Santo vive e reina na glória de Deus Pai.

(Canto de preparação das oferendas)

CONVITE À ORAÇÃO

(Missal. Pág. 404)

PR: Orai, irmãos e irmãs, para que o bem que fizemos ao nosso próximo torne as ofertas do pão e do vinho, torna uma oferta agradável e digna a Deus Pai todo Poderoso.

T: Receba o Senhor por tuas mãos...

SOBRE AS OFERENDAS

(Missal. Pág. 359)

PR: Acolhei, Ó Deus, as oferendas de vossa Igreja em oração, e fazei crescer em santidade os fiéis que participam desse sacrifício. PNSJC

T: Amém.

ORAÇÃO EUCARÍSTICA

Prefácio: A salvação dos Homens (Missal pág. 430)

Santo

Oração II (Missal pág.478)

Pai nosso

RITO DA COMUNHÃO

(Canto para a distribuição eucarística)

Antífona:

Quem come a minha carne e bebe do meu sangue permanece em mim e eu nele, diz o Senhor!

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

DEPOIS DA COMUNHÃO

(Missal. Pág. 359)

PR: Alimentados por nossa eucaristia, nós vos pedimos, ó Deus, que cresce em nós a vossa salvação cada vez que celebramos esse mistério. PNSJC.

T.: Amém!

RITOS FINAIS

PÃO DAS CRIANÇAS

AVISOS

BÊNÇÃO FINAL

PR: O Senhor esteja convosco

T: Ele está no meio de nós

PR: Ó Deus, concedei ao povo que vos serve crescer pela vossa graça e guardar sempre vossos mandamentos, para que se fazendo próximo dos irmãos e irmãs, nos tornemos misericordioso como o Pai é misericordioso. PNCJS

T: Amém!

PR: Abençoe-vos Deus todo poderoso, Pai Filho e Espírito Santo.

T: Amém!

PR: Cultivem a misericórdia para viver na dinâmica da caridade fraterna.

       Ide em paz e o Senhor vos acompanhe!

T: Graças a Deus!

CANTO FINAL

EQUIPE RESP. SÃO MARCOS

Equipes:

Sábado

Domingo: Manhã

Domingo: Tarde

Domingo: Noite

Acesso Restrito