CORPUS CHRISTI, escoltado com nosso amor;

CORPUS CHRISTI, escoltado

com nosso amor

 

Pentecostes 15

   

 

Depois do DOMINGO DE PENTECOSTES, a Igreja vai às ruas manifestar sua inegociável fé na Eucaristia. Celebra-se a grande festa de Corpus Christi. Esta solenidade nasce e se desenvolve a partir do ministério da Páscoa e de Pentecostes: O Cristo Ressuscitado dos mortos derrama sobre a humanidade inteira seu Espírito. O Senhor mostra-se publicamente cheio do Espírito e, por onde passa. Sua presença vai abençoada a todos quantos orientarem seus corações para Ele. Ele troca nossos corações de pedra por um coração novo e de carne.

EUCARISTIA

Que lição podemos tirar do Corpo de Cristo que passa em procissão pelas nossas praças e ruas? Os católicos acompanham o Senhor, que está Vivo e Ressuscitado na Hóstia, pelas ruas para testemunhar a todos que "sim, existe o amor, e pelo fato de que ele existe, existe e transformação e, por isso, podemos ter esperança. A esperança nos dá a força de viver, de enfrentar o mundo" (Joseph Ratzinger).

CORPUS CHRISTI

   Corpus Christi é um testemunho de amor, de um amor fiel que não morre na cruz, mas assume nossa carne ferida e a redime: "na Eucaristia se comunica o amor de Deus por nós: um amor tão grande que nos alimenta com o Seu próprio ser; amor gratuito, sempre disponível a cada pessoa com fome e necessitada de revigorar suas forças. Viver a experiência da fé significa deixar-se nutrir pelo Senhor e construir a própria existência não sobre bens materiais, mas cobre a realidade que não parece: os dons de Deus, a Sua Palavra e Seu Corpo."(Papa Francisco)

   Os que seguem Jesus na Eucaristia pelas ruas fazem uma escolta de amor. Guardamos Aquele que, desde sempre, já guardou nosso coração das más inclinações e do pecado. O Senhor espera que O escoltemos e isto se dá quando buscamos viver com fidelidade o Evangelho e praticamos as virtudes no ordinário de nossa vida. A Hóstia é o nosso maná, alimento que os nossos pais no deserto só viram em sombra: nós, pela fé, O vemos inteiramente, sem nenhuma sombra, ainda que Se revele para nós na forma de um pequeno Pão.l Neste Pão está contido Deus, O mesmo que morreu e ressuscitou para nos salvar. No dia de Corpus Christi, a Igreja se volta piedosamente para Seu Senhor, e pede a Ele que nos defenda "das tentações do alimento mundano que nos torna escravos; purifica a nossa memória para que não permaneça prisioneira na seletividade egoísta e mundana, mas seja memória viva de tua presença na história do seu povo, memória que se faz "memorial" do seu gesto de amor redentor"(Papa Francisco)

DOM FREI MANOEL DELSON

Arcebispo da Paraíba

Acesso Restrito