DESPEDIDA DO PADRE ISAÍAS RODRIGUES

24 de fevereiro de 2019 - Cenário de emoções fortes, próprio de despedidas e de homenagens - um misto de alegria, tristeza, esperança e saudade.  Marcou-se, no último domingo, o final de um ciclo na trajetória desta Paróquia de Nossa Senhora do Rosário que se despediu do seu Vigário Paroquial - Padre Isaías Rodrigues.PADRE ISAÍAS 08

Uma página a mais se configurou na história da Vida do jovem Sacerdote que, após exatos quatro anos e dois dias, segue para uma nova Missão, desta vez na PARÓQUIA NOSSA SENHORA DAS DORES na Cidade de Monteiro (PB), em cumprimento à superior designação emanada do Senhor BISPO DIOCESANO D. DULCÊNIO FONTES DE MATOS.

Noite de brilho especial...

A Comunidade se motivou e lotou a Matriz do Rosário para a solene MISSA DE ENVIO que foi presidida pelo próprio Padre Isaías e concelebrada por Pe. Márcio Henrique – Pároco; Monsenhor Antônio Apolinário – Vigário Paroquial e pelo Diácono Permanente Antônio Lisboa.

O simbolismo dos gestos traduziu os sentimentos da Comunidade do Rosário que se manifestou das mais variadas formas: orações, cantos e preces seguidos de abraços fraternos, olhares enternecidos, sorrisos afetuosos, palavras elogiosas, ofertas de rosas vermelhas, mimos e presentes.

DSCN9274

Nas emocionantes palavras, valorizaram-se não só as amizades e os laços de afetividade criados, mas também o dinamismo, a criatividade, o zelo, a competência e a valiosa semeadura do Evangelho, com as  ricas homilias, através das quais promoveu-se o crescimento espiritual das pessoas. Assim os Paroquianos, nesses atos representados por Raisa Mariz e Adeilson, apresentaram suas bonitas mensagens. Igualmente, em nome de toda a Comunidade, as senhoras Edivani e Gisele Mariz juntamente com a pequenina Laís entregaram presentes ao homenageado.

As despedidas são sempre emocionantes. Como tal, esta não poderia ser diferente. Entre os padres, também, pelo convívio de aproximadamente 20 anos.

Pe. MÁRCIO, ao olhar para trás, se reportou ao tempo desde quando o MENINO ISAÍAS servia na Missa como Coroinha na Catedral Diocesana e ele ainda como Diácono. Numa etapa seguinte, já como sacerdotes, mesmo separados, pois o Pe. Isaías já atuava em Galante, mantiveram-se juntos na Catedral. E de lá vieram para o Rosário, onde permanecem até o presente.

“NÃO É TÃO FÁCIL PARA O MEU CORAÇÃO”!... assim se expressou, ao declarar que o Padre Isaías é mais que um IRMÃO; é um FILHO seu. Foi gerado na Comunidade, para o Sacerdócio.

Falou dos laços fraternos que os unem, do companheirismo, da partilha e da sintonia com que pautaram as ações, na condução desta Paróquia. Dos momentos bonitos que prepararam juntos nesta Paróquia.

Ao tecer elogios e ressaltar a competência dele, Pe. Márcio agradeceu e desejou ao amigo que a sua nova jornada em Monteiro o faça muito feliz.

Agradeceu enfaticamente. E disse que essa é a nossa VIDA... a nossa MISSÃO é assim... Já havia passado pela mesma situação e logo superou, através da boa acolhida que aqui recebeu.

E ressaltou que “A Essência deste MINISTÉRIO é o SERVIÇO ÀS PESSOAS”...

Esta CASA aqui é SUA... VOCÊ fez AMIZADES... A Igreja hoje está cheia, por sua causa, também... Volte sempre; celebre sempre conosco. A gente gosta muito de você...

E peço QUE ME AJUDEM A AGRADECER COM UMA SALVA DE PALMAS...

E com essas falas embaladas em fortes emoções, vieram as lágrimas seguidas do forte abraço.

ABRAÇO PADRES

 

 Para o PADRE ISAÍAS, tomado de sensibilidade, restaram as palavras de agradecimento. Ao Padre Márcio que o encaminhou para a concretização da sua vocação de ser Padre. Ao Monsenhor Antônio Apolinário pelo convívio na Catedral e pela confiança e pela amizade cultivada.

E pediu suas orações...

DSCN9347

Aos paroquianos, a gratidão pelas amizades verdadeiras ...

Aos do Rosário, da Catedral e da Paróquia de Galante que o surpreenderam com suas presenças, inclusive.

E complementou afirmando: Saio com um misto de tristeza e alegria. Sobretudo de ALEGRIA pelas AMIZADES... pelos amigos verdadeiros.

CASAS e PORTAS ABERTAS pela amizade...

E frisou: que não estava preparado para este momento ainda... Mas precisamos sempre cumprir o que a IGREJA nos pede, disse.

Declarou ainda que continuará a missão do Padre José Marcos em Monteiro. Continuará testemunhando o Reino de Deus e anunciando o Evangelho.

E num gesto de humildade, reconheceu suas fragilidades humanas, ao expressar: Peço desculpas pelas vezes que errei...

“O padre não é de ferro; o padre é de carne; o padre é de osso; o padre erra; o padre peca”.

Então... Peço PERDÃO a VOCÊS pelas vezes que não consegui cumprir a minha MISSÃO de SACERDOTE... Pelas vezes que não alcancei os objetivos de vocês.

Mil perdões e desculpas... Peço que REZEM por mim.

Nestes quase 08 anos de Sacerdócio, Nossa Senhora me acompanhou... As ROSAS que recebi coloco aos pés de Nossa Senhora. E que o meu SIM seja o SIM de MARIA... na Catedral, Nossa Senhora da Conceição; em Galante, Nossa Senhora da Conceição; aqui Nossa Senhora do Rosário e em Monteiro Nossa Senhora das Dores.

Minha ALEGRIA pelo POVO de Monteiro que manifesta esse Sentimento... Há sentimentos de alegria lá em Monteiro... Pessoas lá juntamente com outros padres formaremos uma FAMÍLIA...

Como é bom ser bem acolhido! ... Aqui fui bem acolhido, naquele dia 22 de fevereiro. Expressou.

Que DEUS abençoe vocês...

Ao finalizar, reforçou: O que peço realmente é que rezem por mim...

Rezem por mim... mas rezem pelos SACERDOTES...

Onde quer que estejamos. Para que sejamos PADRES SANTOS...

“A Igreja não quer qualquer padre; A Igreja PRECISA de PADRES SANTOS, de PADRES VERDADEIROS, de PADRES FIÉIS, de PADRES QUE SE DEDIQUEM à MISSÃO SACERDOTAL, ao POVO DE DEUS.

REZEM PARA QUE EM MONTEIRO EU SEJA UM PADRE SANTO...

Rezem, para que lá que eu possa cumprir a MISSÃO que a IGREJA me confia. Concluiu.

Calorosamente aplaudido, o Sacerdote acenou, com gestos de pura gratidão e carinho.

À saída da Matriz, os cumprimentos vieram acompanhados de breve confraternização, com a partilha de BOLO e REFRIGERANTES entre os presentes.

Momentos que se eternizam em nossos corações...

Assim imprimem-se marcas de mais uma etapa na VIDA e na HISTÓRIA desta Paróquia de Nossa Senhora do Rosário.

Em 25 de fevereiro de 2019

Conceição Vilar

créditos : Fotos Ir. Bernadete de Lima e

Conceição Vilar   

Acesso Restrito