Intenções:

 

RITOS INICIAIS

ANIM: Caríssimos irmãos e irmãs! Celebramos a Família de Nazaré, modelo de toda família cristã, onde os esposos e filhos vivem sua vida familiar, como já vivessem na Família do Pai Celeste.

           Alegremo-nos com Maria e José que mesmo experimentando a angústia e a dor, no encontro com Jesus, desceram para Nazaré, com o Filho Amado do Pai, vivendo a ternura e a paz, que transbordam do amor divino.

               Plenos do amor da Virgem Maria que guardava todas essas coisas no seu coração, iniciemos a celebração. Cantemos.

(Na procissão de entrada dar destaque a FAMÍLIA)

ACOLHIDA

PR.: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

T. Amém

PR.: O Deus da esperança, que nos cumula de completa alegria e paz em nossa fé, pela ação do Espírito Santo, esteja convosco.

T.: Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo!

ATO PENITENCIAL

PR.: No presépio, encontramos a simplicidade da Sagrada Família, testemunho visível do amor de Deus para com a humanidade.

Porque tudo, hoje, nos fala de família, é como família que intercedemos o perdão divino para celebrarmos purificados esta Santa Eucaristia.

Senhor, em nome de nossas famílias, intercedemos vosso perdão se não demos atenção à vossa Palavra e nem realizamos a vossa vontade em nossas casas. Vós que sois misericordioso, tende piedade de nós.

T: Senhor, tende piedade de nós!

Cristo, em nome de nossas famílias, suplicamos vosso perdão se nossa resposta de vida familiar não foi capaz de testemunhar o vosso amor em nossos relacionamentos familiares. Vós que sois misericordioso,   tende piedade de nós.

T: Cristo, tende piedade de nós!

Senhor, vós que conheceis as dificuldades que vivemos em nossas famílias, perdoai-nos para que sejamos fontes de amor e de vida nova para a sociedade. Vós que sois misericordioso, tende piedade de nós.

T: Senhor, tende piedade de nós!

PR: Deus, todo-poderoso, tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza a vida eterna

T.: Amém

HINO DE LOUVOR

Com toque de sinos.

ORAÇÃO DO DIA

(Missal Pág. 155)

PR.: Ó Deus de bondade, que nos destes a Sagrada Família como exemplo, concedei-nos imitar em nossos lares as suas virtudes para que, unidos pelos laços do amor, possamos chegar um dia às alegrias da vossa casa. PNSJC.

T.: Amém!

 

LITURGIA

DA PALAVRA

 

PRIMEIRA LEITURA:

(Eclo 3,3-7.14-17a )

Leitura do Livro do Eclesiástico.

3Deus honra o pai nos filhos e confirma, sobre eles, a autoridade da mãe.

4Quem honra o seu pai, alcança o perdão dos pecados; evita cometê-los e será ouvido na oração cotidiana. 5Quem respeita a sua mãe é como alguém que ajunta tesouros. 6Quem honra o seu pai, terá alegria com seus próprios filhos; e, no dia em que orar, será atendido. 7Quem respeita o seu pai, terá vida longa, e quem obedece ao pai é o consolo da sua mãe.

14Meu filho, ampara o teu pai na velhice e não lhe causes desgosto enquanto ele vive. 15Mesmo que ele esteja perdendo a lucidez, procura ser compreensivo para com ele; não o humilhes, em nenhum dos dias de sua vida: a caridade feita ao teu pai não será esquecida, 16mas servirá para reparar os teus pecados 17ae, na justiça, será para tua edificação.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

SALMO RESPONSORIAL –

(127)

Felizes os que temem o Senhor e trilham seus caminhos!

— Feliz és tu, se temes o Senhor e trilhas seus caminhos!/ Do trabalho de tuas mãos hás de viver,/ serás feliz, tudo irá bem!

— A tua esposa é uma videira bem fecunda no coração da tua casa;/ os teus filhos são rebentos de oliveira/ ao redor de tua mesa.

— Será assim abençoado todo homem que teme o Senhor./ O Senhor te abençoe de Sião,/ cada dia de tua vida.

SEGUNDA LEITURA

(Colossenses 3,12-21)

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses

Irmãos: 12Vós sois amados por Deus, sois os seus santos eleitos. Por isso, revesti-vos de sincera misericórdia, bondade, humildade, mansidão e paciência, 13suportando-vos uns aos outros e perdoando-vos mutuamente, se um tiver queixa contra o outro. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai vós também. 14Mas, sobretudo, amai-vos uns aos outros, pois o amor é o vínculo da perfeição.

15Que a paz de Cristo reine em vossos corações, à qual fostes chamados como membros de um só corpo. E sede agradecidos.

16Que a palavra de Cristo, com toda a sua riqueza, habite em vós. Ensinai e admoestai-vos uns aos outros com toda a sabedoria. Do fundo dos vossos corações, cantai a Deus salmos, hinos e cânticos espirituais, em ação de graças.

17Tudo o que fizerdes, em palavras ou obras, seja feito em nome do Senhor Jesus Cristo. Por meio dele dai graças a Deus, o Pai.

18Esposas, sede solícitas para com vossos maridos, como convém, no Senhor.

19Maridos, amai vossas esposas e não sejais grosseiros com elas. 20Filhos, obedecei em tudo aos vossos pais, pois isso é bom e correto no Senhor. 21Pais, não intimideis os vossos filhos, para que eles não desanimem.

- Palavra do Senhor.

- Graças a Deus.

 

ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO

Aleluia, Aleluia, Aleluia.

Ó Senhor, abre o nosso coração,

para atendermos às palavras de Jesus!

EVANGELHO

(Lucas 2,41-52)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

41Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, para a festa da Páscoa. 42Quando ele completou doze anos, subiram para a festa, como de costume. 43Passados os dias da Páscoa, começaram a viagem de volta, mas o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que seus pais o notassem. 44Pensando que ele estivesse na caravana, caminharam um dia inteiro. Depois começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. 45Não o tendo encontrado, voltaram para Jerusalém à sua procura. 46Três dias depois, o encontraram no Templo. Estava sentado no meio dos mestres, escutando e fazendo perguntas. 47Todos os que ouviam o menino estavam maravilhados com sua inteligência e suas respostas. 48Ao vê-lo, seus pais ficaram muito admirados e sua mãe lhe disse: “Meu filho, por que agiste assim conosco? Olha que teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura”.

49Jesus respondeu: “Por que me procuráveis? Não sabeis que devo estar na casa de meu Pai?”

50Eles, porém, não compreenderam as palavras que lhes dissera.

51Jesus desceu então com seus pais para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, conservava no coração todas estas coisas. 52E Jesus crescia em sabedoria, estatura e graça, diante de Deus e diante dos homens.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

HOMILIA

PROFISSÃO DE FÉ

PRECES DA ASSEMBLEIA:

PR.: Porque somos filhos e filhas de Deus, podemos nos aproximar com confiança de nosso Pai para apresentar nossos pedidos e nossas necessidades.

R: Vinde, Senhor, salvai nossas famílias!

1 – Socorrei as famílias com dificuldade ou sem condições para educar seus filhos e filhas, buscando na Palavra Divina a luz que oriente suas vidas, rezemos.

2 – Fazei-nos perceber que quando honramos e respeitamos nossa família, manifestando nosso afeto e nossa dedicação, estamos na verdade amando e respeitando a vós, ó Deus de infinita bondade, rezemos.

3 – Dai-nos a mesma serenidade de Maria e José, para compreendermos que ser família é uma experiência espiritual profunda, que nos faz contemplar cada ente querido com os olhos de Deus e reconhecer Cristo nele, rezemos.

4 – Abri nosso coração para contemplarmos cada família como reflexo do amor divino, que conforta com a palavra, o olhar, a ajuda, a caridade e o abraço, rezemos.

Oração pelas vocações e pelos sacerdotes

Divino Salvador Jesus Cristo/concedei-nos sacerdotes   santos,/ inflamados no fogo do vosso amor /totalmente doados a edificação da vossa Igreja. / E vós, o Maria, mãe dos sacerdotes,/ vós que sois a onipotência suplicante,/ socorrei-os a todos,/ nos trabalhos e dificuldades em que se encontrarem./ Virgem Mãe e Rainha dos Apóstolos   de   Jesus,/ aumentai nas famílias o respeito e o amor ao sacerdócio;/suscitai novas vocações sacerdotais e religiosas./ Guiai, segundo o amor do vosso coração, os nossos seminaristas/ para que sejam mais tarde dignos Ministros do Altar,/ santos e dedicados pastores do povo Cristão./ Assim seja!

PR.: Deus nosso Pai, escutai nossa oração, pois cremos que a felicidade e a harmonia de nossas famílias encontra-se em vós, que nos amais e nos tornais filhos e filhas em vosso Filho Jesus, que convosco vive e reina pelos séculos dos séculos.

T: Amém!

 

LITURGIA

EUCARÍSTICA

(Canto de preparação das oferendas)

 

CONVITE À ORAÇÃO

(Missal. Pág. 404)

PR: Orai, irmãos e irmãs, para que oferecendo com as oferendas da Igreja a vida de nossas famílias possamos agradar a Deus Pai todo-poderoso.

T: Receba o Senhor por tuas mãos...

SOBRE AS OFERENDAS

(Missal Pág. 155)

PR.: Nós vos oferecemos, ó Deus, este sacrifício de reconciliação e pedimos, pela intercessão da Virgem Mãe de Deus e do bem-aventurado São José, que firmeis nossas famílias na vossa graça, conservando-as na vossa graça. PCNS

T.: Amém!

ORAÇÃO EUCARÍSTICA

Prefácio do Natal II

(Missal pág. 411): “A restauração universal na encarnação”

Santo

Oração Eucarística II

(Missal pág.478)

Pai nosso

         Cordeiro

RITO DA COMUNHÃO

(Canto para a distribuição eucarística)

DEPOIS DA COMUNHÃO

(Missal Pág. 155)

PR.: Concedei-nos, ó Pai, na vossa bondade, que, refeitos com o vosso sacramento, imitemos continuamente a Sagrada Família e, após as dificuldades desta vida, convivamos com ela no céu. PCNS.

T.: Amém!

RITOS FINAIS

PÃO DAS CRIANÇAS

AVISOS

BENÇÃO SOBRE AS FAMÍLIAS

(Sobre as FAMÍLIAS: Pode ser nas chaves das residências ou com as mãos voltadas para os lares)

PR.: Nós vos bendizemos, Senhor, que, na vossa infinita misericórdia, quiseste que o vosso filho feito homem, fizesse parte de uma família humana, crescendo no ambiente da intimidade doméstica e conhecendo as suas preocupações e alegrias.

Humildemente Vos pedimos Senhor: guardai e protegei as nossas famílias para que, fortalecida pela vossa graça, gozem de paz e alegria, vivam na concórdia e, como Igreja doméstica, sejam no mundo testemunha da vossa glória. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

T.: Amém!

BENÇÃO SOLENE DO NATAL

(Missal pág. 520)

PR.: O Senhor esteja convosco.

T.: Ele está no meio de nós.

PR.: O Deus de infinita bondade, que, pela encarnação do seu Filho, expulsou as trevas do mundo e, com seu glorioso nascimento, transfigurou este tempo santo, expulse dos vossos corações as trevas dos vícios e vos transfigure com a luz das virtudes.

T.: Amém.

PR.: Aquele que anunciou aos pastores pelo Anjo a grande alegria do nascimento do Salvador derrame em vossos corações a sua alegria e vos torne mensageiros do seu evangelho.

T.: Amém.

PR.: Aquele que, pela encarnação do seu Filho, uniu a terra ao céu, vos conceda sua paz e seu amor, e vos torne participantes da Igreja celeste.

T.: Amém.

  1. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho Xe Espírito Santo.

T.: Amém.

Feliz Ano Novo a todos e muita paz em vossas famílias!

Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.

 

Equipes:

Sab-Mc- Cineide, Arthur, Pedro e Aparecida.

D-Manhã-Lc-Cláudio, Alba,Edna e Auxiliadora.

D-Tarde-Jo-Magda, Madalena, Wash.e Amanda.

D-Noite-Mt-Leila, Joyce, Cléo e Hênio.

Equipe responsável: São João

Acesso Restrito