SEMANA DOS SEMINÁRIOS

Lisboa - Portugal (Terça-feira, 13-11-2018, Gaudium Press) Promovida pela Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios da Conferência Episcopal Portuguesa, a Semana dos Seminários, iniciada no último domingo, deverá prosseguir até o próximo dia 18.

SEMANA DOS SEMINÁRIOS

O desenvolvimento da Semana dos Seminários tem como objetivo destacar a importância de envolver cada vez mais as "famílias e paróquias" na formação dos futuros sacerdotes.

O presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios aponta o papel "fundamental" que as comunidades devem ter na colaboração com a ação dos "agentes de formação: bispos diocesanos e seu presbitério, equipes formadoras, professores de teologia, colaboradores dos seminários".

Vocacionado é gerado na família e na comunidade

Relembra o presidente Dom António Augusto Azevedo que "Todo o batizado chamado à vocação sacerdotal é um discípulo gerado na família e na comunidade cristã que se dispõe a fazer um caminho de discernimento e preparação para participar, como pastor, na missão que Jesus confiou à Igreja",

Responsabilidade das Famílias e da comunidade

Subordinada ao tema "Formar discípulos missionários", a Semana dos Seminários frisa também a responsabilidade das instituições da família e da comunidade cristãs na preparação dos novos sacerdotes para "os desafios colocados (diante deles) pela sociedade e a cultura de hoje".

Através de um percurso "exigente de amadurecimento humano", de "preparação intelectual", de "aprofundamento espiritual e sobretudo de configuração com Cristo, Bom Pastor".

Atitude de cada Seminarista

"Mas é ao próprio seminarista que cabe a atitude decisiva de se dispor a ser um verdadeiro discípulo, capaz de sair de si mesmo, e na docilidade ao Espírito, caminhar em Cristo, em direção ao Pai e aos outros", salienta o presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios.

Realidade dos Seminários

Sobre a realidade atual dos Seminários, D. António Augusto Azevedo reconhece a necessidade de continuar a encarar com "realismo, responsabilidade e compromisso" o desenvolvimento de novas vocações para a Igreja, nas diversas dioceses do país.

Uma missão que apaixona

Para Dom Azevedo que é também Bispo do Porto, "Esta missão é de tal modo apaixonante que continua a levar jovens e adultos a responder ao chamamento de Deus e a entrar no seminário" que convida cada comunidade cristã a rezar de modo especial "pelos seminários" e a dar "graças a Deus pelos seminaristas e pelas equipes formadoras".

Necessidade da Oração

Então, diante de Deus, "Peçamos que Ele os ilumine no caminho de um discernimento sério e uma entrega plena. Roguemos ainda ao Senhor que converta o coração de todos os batizados ao verdadeiro sentido de missão e àqueles que Ele chama ao ministério ordenado dê coragem para responderem com coragem e generosidade", conclui Dom António Augusto Azevedo. (JSG)

Acesso Restrito