Quaresma: “tempo propício para a evolução espiritual”, diz Dom Dulcênio na Missa de Cinzas

MISSA DE CINZAS 2018 BISPO

Dom Dulcênio, Bispo de Campina Grande alertou que este é o tempo mais propício à conversão. “Procure viver o seu Batismo, a sua fé, mesmo que seja preciso recomeçar. O tempo mais propício é este”, disse o Bispo na Missa de Quarta feira de Cinzas, na Catedral de Campina Grande, que contou com centenas de fieis. A celebração marca o início do Tempo da Quaresma, os 40 dias de preparação para a Páscoa.

Ainda na celebração, o Bispo lembrou que a Liturgia da Igreja favorece a conversão. “Se nós olharmos, a organização litúrgica da Igreja nos oferece a oportunidade da conversão, com os tempos que nos ajudam no processo de renovação espiritual. E a quaresma é um convite para voltar ao jejum e à súplica, elementos fundamentais na nossa mudança de vida”, disse.

 

Na Quaresma a Igreja recomenda eixos fundamentais para a vivencia: a oração, a esmola e o jejum. Sobre estas orientações, Dom Dulcenio explicou que cada atitude deve ser acompanhada de sentido espiritual e testemunho. “Quando der esmolas, quando jejuar, quando for fazer qualquer coisa, faça com justiça. Seja justo aos olhos de Deus. Esse é um dos chamados do Tempo da Quaresma. Para ser cristão, não pode ter outra finalidade nas suas obras se não for o amor de Deus. Devemos dar testemunho do amor de Deus nas nossas obras e ações, não somente nas orações, mas nos gestos, nas palavras”, refletiu.

Na Missa da Quarta-feira de Cinzas a Igreja no Brasil também da início à Campanha da Fraternidade. Este ano o tema é “Fraternidade e superação da violência”. “A CF este ano nos diz que devemos trabalhar para implantar uma cultura de paz. Vivemos tempos de violência, seja nas ruas, nas casas, nos setores da sociedade… E precisamos lutar por novos tempos. Precisamos muito lutar por uma cultura de paz”, concluiu.

Fonte : portal da  DIOCESE DE CAMPINA GRANDE (PB) 

Acesso Restrito