RETIRO ANUAL DO CLERO

Dom José Ruy prega no Retiro Anual do Clero

Autor: Pascom - Assessoria de Imprensa

Desde a última segunda-feira, 10 de julho, o Clero Diocesano encontrava-se em retiro, no Convento Santo Antônio, em Lagoa Seca.

Convidado para pregar no Retiro do Clero deste ano, Dom José Ruy Gonçalves Lopes, OFMCap., da Diocese de Jequié – Bahia, fala sobre a dimensão do tema proposto: “Discipulado, a partir do Amor de Deus”.

Segundo o Bispo baiano, a missão do discípulo só tem sentido quando usa o Amor de Deus como parâmetro. “Essa é uma das primeiras tônicas da Primeira Carta de São João: ‘E nós cremos no amor de Deus’. A nossa fé é esta certeza, que Deus nos ama, e que por este amor [ele] nos salva, e para nos salvar, envia discípulos à sua frente para poder estabelecer o caminho da Salvação”.

Dom Ruy, ainda reflete sobre a expressão “Discípulo Amado”, presente em vários trechos do Evangelho escrito por São João. “Eu penso e acredito que seja este o título mais bonito que a gente tem, não é de ser Bispo, Arcebispo, Pároco, Monsenhor, Papa, mas é, sobretudo, de ser um discípulo amado, é a melhor coisa que existe na vida de um Cristão”, finaliza.

Pe. Aparecido Camargo, Administrador Diocesano, considera o Retiro Diocesano do Clero como uma oportunidade para autoavaliar a caminhada sacerdotal e fortalecer vínculos. “É um momento propício para rever o nosso itinerário vocacional e ministerial, fazer nossa revisão de vida, estreitar os laços de amizade e fraternidade entre nós, refazer nossas energias para retomar a nossa caminhada junto às nossas comunidades.”

Ele ainda acrescenta: “O retiro torna-se sumamente necessário em nosso tempo agitado, para não cair–mos no ativismo e desgastes. Por isso, devemos aproveitar este tempo de graça que Deus nos proporciona para que possamos ser verdadeiros discípulos missionários de Jesus Cristo”, conclui.

O Retiro Anual do Clero encerrou-se  na quinta-feira, dia 13.

Acesso Restrito