DEMORA DA CHEGADA de ÁGUAS DA TRANSPOSIÇÃO a BOQUEIRÃO preocupa ACCG

Demora da chegada de águas da transposição a Boqueirão preocupa ACCG

29/08/2016

O presidente da Associação Comercial de Campina Grande (ACCG), Álvaro Barros, falou que a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil foi convidada pelo Palácio do Planalto, no final do mês de junho deste ano, para debater com Michel Temer sobre economia.

No encontro, Álvaro aproveitou o ensejo e levou um relatório de 150 páginas, que foi feito pela Comissão de Recursos Hídricos da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) com técnicos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), juntamente com um ofício pedindo providências para o aceleramento da transposição ao presidente interino Michel Temer, que encaminhou a solicitação para o Ministério da Integração Nacional.

– Esta semana recebemos uma nota técnica do ministério explicando que só em meados de abril de 2017 é que essas águas da transposição chegariam ao Açude de Poções, em Monteiro. Para essa água chegar a Boqueirão ainda requer um tempo e existe a problemática que nas cidades que estão ali abaixo de Monteiro, não existe saneamento básico e as águas de esgoto são jogadas no leito do rio Paraíba. A Associação Comercial está bastante preocupada com essa situação porque essas águas só chegarão ao Açude de Poções em abril e leva, pelo menos, mais 60 a 90 dias para chegar ao açude de Boqueirão. Para o ano se nós não tivermos um inverno regular que o açude de Boqueirão pegue pelo menos 20% de água, Campina Grande estará com o abastecimento de água comprometido – concluiu.

*As informações foram veiculadas na Rádio Campina FM.

FONTE: Da Redação*

Acesso Restrito