Mateus 4,18-22 (427)

Texto bíblico comentado (427)

Irmãos e irmãs,

Participemos da leitura e reflexão diária da Palavra de Deus. Que o nosso exemplo cristão seja mais eloquente do que nossas palavras.

Mateus 4,18 - 22 – Chamado dos quatro primeiros discípulos - Estando Ele a caminhar junto ao mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, que lançavam redes ao mar, pois eram pescadores. Disse-lhes: "Segui-me e eu farei de vós pescadores de homens". Eles, deixando imediatamente as redes, o seguiram. Continuando a caminhar, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, no barco com o pai Zebedeu, a consertar as redes. E os chamou. Eles deixando imediatamente o barco e o pai, o seguiram. Palavra da Salvação!

Comentário: Jesus, em Cafarnaum, às margens do mar doce da Galileia, começa a formar seu grupo de discípulos. Ele escolhe pessoas trabalhadoras. O que virá pela frente exige ação. Os primeiros nomes aparecem: Simão e seu irmão André, depois vemos a inclusão de Tiago e João, filhos de Zebedeu, pescadores que Jesus deseja transformar em pescadores de homens.

A busca de reconstituição da atividade de formação do grupo de discípulos vai demonstrando que Jesus não era uma pessoa desconhecida para eles. A resposta imediata ao convite sugere isso: "Eles deixando imediatamente o barco e o pai, o seguiram".

Certamente já haviam conhecido Jesus e já tinham tido demonstrações de Seu poder. Lembramos ainda que alguns desses discípulos, caso de André e outros, foram discípulos de João Batista (cf Jo 1,35s) e já o tinham ouvido falar sobre Jesus. E eles não podiam perder aquela oportunidade tão especial.

As decisões de seguimento de Jesus não deixaram de ter conflitos para a vida daqueles homens. Eles deixaram suas famílias, seus trabalhos e amigos, e isto não deve ter sido fácil. Eles não podiam contar que seus parentes se deixassem convencer daquela mudança, como eles haviam se convencido. Eles visualizaram em Jesus Cristo um novo sentido para suas vidas. Que esse sentido de vida possa ser encontrado pelos cristãos de todos os tempos.

Mas todos os que têm fé em Deus, e em Seu Filho Jesus Cristo, devemos estar envolvidos na missão cristã de levar Sua palavra aos demais. Não podemos cruzar os braços quando o serviço em prol do Reino de Deus nos chama. Essa convocação é clara, cf At 1,8: " O Espírito Santo descerá sobre vós, e sereis minhas testemunhas (...)".

Não devemos deixar passar a oportunidade de sermos evangelizadores. E não basta apenas dar testemunho, é preciso ser testemunha e viver o evangelho de forma plena, com coerência, praticando o que se prega. Que o nosso exemplo cristão seja mais eloquente do que nossas palavras.

Um forte abraço para todos

Fraternalmente,

Severino Alves

E-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Acesso Restrito