Jubileu de 70 Anos

 

 

jubileu70

 

Festa Jubilar
 

 

Com o coroamento da sua FESTA JUBILAR, no dia 15 de agosto, a PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO em CAMPINA GRANDE (PB) sente-se imensamente feliz, radiante, plena de reconhecimento das abundantes graças que a venerável Rainha tem derramado sobre os seus caminhos.


Nos escritos estão muitas passagens, datas significativas e não poderíamos deixar de fazer referências a muitas delas. Vejamos:


1. Dia 15 de agosto de l940 – Marco inicial de Criação da Paróquia, pelo Arcebispo Metropolitano da Paraíba D. Moysés Coelho.
2010 - 70 anos de Evangelização. Tempo de parar e rever as pegadas no caminho... Fazer uma pausa, refletir... Louvar a Deus e agradecer, sobretudo, pelas sucessivas conquistas e boas obras, enfim pela valiosa semeadura que gerou vida na Comunidade do Rosário. E lembrar dos muitos que se doaram e gastaram suas energias no bom combate : Padres, Religiosos e Leigos que foram capazes de construir e transformar o espaço da Paróquia de Nossa Senhora do Rosário em lugar privilegiado da ação de Deus na história da Igreja em Campina Grande.
2. 22 de julho de l942 - Provisão e chegada 1º Pároco, Padre José Trigueiro. Nesse mesmo ano, início da construção do templo.
3. 20 de abril de 1947 - Posse de Pe. Cristóvão Ribeiro da Fonseca -2º Pároco
4. 10 de abril de 1949 –Bênção e início de funcionamento da Matriz do Rosário
5. 1949 - Início da construção do Grupo Escolar do Rosário
Lancemos o olhar nos escritos do Tempo. E deixemo-nos tomar pela saudade e pela emoção, em forma de pura homenagem...Assim dentre tantos e tantos figurantes leigos, façamos memória da Família Raimundo Viana que fez a doação do amplo terreno onde se instalou a Paróquia; da Família Damião, cujas mãos lapidaram nossas estruturas. E de irmãos como o Sr. Francisco Amaro de Lima, seu "Chiquinho sacristão" como era carinhosamente chamado, figura de relevantes serviços dedicados à Igreja. Sacristão, Assistente, Zelador, Secretário... Dele os filhos assimilaram o espírito do serviço, para deixarem também seu contributo. João Lima e Guia Carvalho, os mais identificados com o Rosário. Posteriormente veio o Seu Nino, Severino Rodrigues e Silva, um polivalente; foi mais que um tesoureiro zeloso, pois dedicava-se às atividades da Igreja e muito auxiliava na administração da Paróquia; dela cuidou como se fosse a sua própria casa.
Outras datas seguiram-se...
6. 1950 – Construção da 1ª. Casa Paroquial (hoje "O Pequeno Príncipe")
7. 31 de dezembro de 1950 – Inauguração do Mosteiro das Clarissas (hoje c/ 60 anos)
8. 10 de janeiro de 1954 – Fundação da JOC – Juventude Operária Católica (moças)
9. 23 de outubro de 1956 – Incêndio, profanação e roubo na MATRIZ.
10. 1º de novembro de 1959 – Conclusão dos trabalhos de recuperação, bênção da torre e do relógio da Matriz.
No campo pastoral temos muito presente a ação das equipes pioneiras que lançaram valiosas sementes. Delas surgiram e se nutrem até hoje nossas pastorais, serviços e movimentos que tão bem empreendem a catequese do Amor e da Solidariedade. No início havia apenas os Vicentinos, a Pia União das Filhas de Maria, as equipes de catequese que eram compostas de religiosas, moças e senhoras da Comunidade e o Apostolado da Oração. No Apostolado da Oração estavam as fiéis zeladoras Dona Silvana Braga e Dona Gina Ramos dentre as primeiras. Seguindo-se, Dona Celina Barbosa de Oliveira que presidiu o Apostolado por algumas décadas acompanhada de várias outras dedicadas e fieis como Ma. de Lourdes Carvalho, Aída Brito de Araújo, Francisco Ferreira Leite e D. Antonia Ma. Leite, D. Ceci Leite,(filha), Ana Pereira Leite (Nininha), D. Carminha Véras, D. Amélia Damião e posteriormente as filhas Severina e Geny Damião, D. Glória Furtado, Nazaré Alves que sozinha "levava" os cânticos nas celebrações.
Na Legião de Maria, encontramos Dona Áurea Queiroz (Zaré), D. Conceição (mãe de Carlinhos), D. Nita Morais, D, Clarice Furtado, e mais recentemente Solange Donato, Saulo Araújo, dentre outros.
Nossa história também marca a presença bonita de pessoas como José Barros Cabral e Cícero Severino da Silva, zeladores e colaboradores. No cenário mais próximo, os auxiliares de secretaria Rosa Cantalice, Cristóvão Morais e Ranieri Gomes Cunha. A todos, o carinho e o agradecimento.


Caminhemos um pouco mais...


11. Década de 1960 – Início das atividades do MFC – Movimento Familiar Cristão
Chegamos à década de 60, quando nossas famílias já iniciavam um processo de renovação, através do MFC – MOVIMENTO FAMILIAR CRISTÃO.. A Igreja ganhou um novo vigor. Nesses espaços vamos encontrar personagens muito marcantes : Dr. João de Assis e Amelinha, Antonio Carvalho Sousa e Guia Carvalho, João Tomé de Araújo e Aída Brito de Araújo, Aderson e Escolástica, Dorgival Leite e Ana Pereira Leite, Dr. Everaldo Lopes e Ivete.
Quantas marcas bonitas esses irmãos deixaram em nossa Paróquia!...


Voltemos a outras datas que guardamos :
12. 30 de setembro de 1961 – Circulação do 1º nº de "Centelha" – Primeiro Informativo da Paróquia.
13. 03 de janeiro de 1962 - Lançamento do Cêntimo Paroquial.
14. 15 de outubro de 1962 – Lançado experimentalmente o Curso de Preparação para o Casamento.
15. Novembro de 1963 - Criação dos setores litúrgico, Catequético e Social
16. 05 de março de 1968 – Afastamento do Pe. Cristóvão Ribeiro da Fonseca e posse do Pe. Itan Pereira da Silva
 

Uma preciosa referência...
Retomemos o calendário...Há 40 anos aproximadamente vimos florescer a ação jovem, através de tantos que passaram pela Associação Juvenil do Prata. Os jovens construíam com as próprias mãos os seus espaços...Como faz bem voltar no tempo e rever com muita emoção o brilho e a pureza com que a Juventude enchia nossa Igreja, através do Coral do Prata!... Como fez bonito a geração daquela época! Saudade de vocês, João Lima e Antonio Guimarães, regentes. Doce recordação dos jovens que partiram prematuramente: Ma. Helena Onofre, José Dinaldo, Inacinho... Assim se conta a história das gerações que se sucederam no tempo e beberam da mesma fonte do Evangelho.
 

Retomemos o calendário...
17. Fevereiro de 1969 – A Paróquia recebeu a valiosa colaboração do Pe. Gerôncio Vilar
18. 08 de dezembro de 1969 – Saída do Pe. Itan Pereira da Silva (que aqui permaneceu apenas 01 ano e 09 meses)
19. Na mesma data, ou seja, 08 de dezembro de l969, por ocasião da Festa de Nossa Padroeira Diocesana, Posse de Pe. Genival Saraiva de França.
Inicia-se um novo tempo, abrem-se novos horizontes...
20. 1973 – Grandes reformas físicas da Matriz – Altares, forro e a grande Cruz de Madeira (trabalho do artista plástico Antonio Labas). Hoje a Cruz encontra-se em nosso Centro Pastoral
21. 1978 – Afastamento de Pe. Genival para fazer estudos em Roma
22. 29 de agosto de 1978 – Posse de Pe. Lourildo Soares da Silva como substituto
23. 23 de abril de 1981 – Retorno à Paróquia do Pe. Genival Saraiva de França
24. Início de 1982 – A Paróquia recebe ajuda de Pe. José Ribamar que havia chegado de Roma e desejava fixar-se em Campina Grande.
25. Março de 1982 – Criação do Conselho Pastoral da Paróquia composto de 01 representante de cada pastoral : catequese, Apostolado da Oração, Vicentinos, Legião de Maria, Círculos Bíblicos, Liturgia e Grupo de Jovens.
Novamente um grande despertar aconteceu em nossa Igreja; um novo ânimo revigorou as forças, os grupos revitalizaram-se :
26. Maio de 1983 – NASCE O ECC na Paróquia. Realiza-se a 1ª. Experiência do ECC – ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO da qual participaram Pe. Genival e alguns casais da Paróquia. A partir de então, mudanças radicais ocorreram.
O ECC trouxe uma nova fisionomia para a nossa Igreja. As pastorais cresceram, pois as famílias ocuparam os espaços na Comunidade. Tempos muito bons e prósperos. Aqui rememoramos figuras, irmãos queridos que imprimiram suas fisionomias na bonita caminhada das famílias : Beto Idalino e Maria, Edson Diniz e Teca, Edmir Xavier e Laurimélia, João Assis e Adriana, Ailton e Fátima, Waldemir e Márcia Rabello; ela a liderança que brilhou na simplicidade e partiu muito jovem para os braços do Pai. Gratidão e imenso carinho a todos, com muita saudade!...
27. 21 de fevereiro de 1984 – Criação do Conselho Administrativo da Paróquia com funções mais amplas - Conselheiros João Isidro de Oliveira, Eufrásio Alves da Nóbrega, José Damião de Araújo, Severino Rodrigues e Silva (Nino), Evandy Barros e Severino Holanda Coelho.
28. 1989 - O Conselho Administrativo da Paróquia passou a ser denominado Conselho de Assuntos Econômicos.
29. Outros colaboradores deixaram marcas indeléveis em nosso caminho. A exemplo de Carlos Antônio Araújo, Pe. Carlinhos, que aqui experimentou praticamente todas as fases da sua vida. A Paróquia foi uma extensão da sua casa... Sempre esteve conosco desde criança, atuando ora como acólito, ora como catequista, ora como animador, ora como artista, ora como articulador... enfim, sempre foi um abnegado filho do Rosário. Mirou-se no exemplo e no incentivo de sua mãe, D. Conceição, que também partilha do nosso dia a dia até hoje, desempenhando sua valiosa missão nas diversas frentes de trabalho em nossa Igreja.

 

30. 26/28 de Julho de 1996 - Seguindo a linha do ECC, nossa Família do Rosário foi enriquecida com outro irmão, o EJC . Assim os serviços pastorais passaram a ter um rosto jovem. Hoje reservamos sentimentos de gratidão e homenagem aos jovens semeadores do 1º EJC representados pelo grupo J 5 : Adriana, Alexandre Goiaba, Geraldo Júnior, Nice e Ricardo César. Carinho especial e gratidão também aos casais apoio : Bruno e Conceição, César e Amélia, Paulo e Rosane e Ricardo e Lizzie . Na assessoria, os queridos : Lula e Zira.
Em meio a tantas datas e acontecimentos, a participação em nossa história de pessoas muito marcantes como a sempre zelosa Secretária Joana Dárc Figueiredo (Nita) e a eficiente Josefa Batista de Lima (Zefinha da Casa Paroquial) cuja dedicação é o testemunho de uma longa agenda de serviço ao Rosário. Igualmente o registro da atuante Edilene Cassiano Delgado (sacristã), cujo zelo pelos serviços da Igreja eram reconhecidos... Mais recentemente as presenças de Joana Darc e Josivânia, também sacristãs. E ainda se conta com a chegada recente da jovem Vitória, acólita e auxiliar de serviços. Para somar-se à equipe, os colaboradores do Centro Pastoral, Diana, Sr. Waldo e Sr. Zé Preto. A todos, o carinho especial.

Situemo-nos agora no contexto da década de 90 que nos trouxe dois fatos cujas marcas trouxeram um novo brilho para a história. O primeiro, a construção e inauguração do nosso Centro Pastoral do Rosário, o grande feito, fruto da ação generosa de muitos irmãos, padrinhos, madrinhas e afilhados que assumiram a missão e a levaram até o fim. Graças à liderança marcante do nosso Pároco, D. Genival, as mãos solidárias fizeram o grande mutirão.
O segundo: nossa Paróquia louva a Deus pela sagração episcopal do querido líder D. Genival Saraiva de França, atual Bispo de Palmares (PE) de quem se despediu, após o convívio de 30 anos aproximadamente. Um vida de amor e de valiosos serviços dedicados a nossa Comunidade.

Desta maneira, Amor, doação e compromisso foram as bandeiras com que os abnegados benfeitores, servidores do Reino e fieis construtores trabalharam e muitos deles ainda se mantêm firmes em prol do crescimento e do fortalecimento desta Igreja de 70 anos. Neste ponto queremos colocar o valioso contributo do incansável WALTER LEITE , pessoa dos mais elevados atributos e por quem invocamos a proteção de nossa Mãe do Rosário.

Nos últimos 10 anos, mais precisamente do dia 04 de novembro do ano 2000 até o dia 08 de abril de 2007, vivenciamos uma experiência única em nossa história. A Paróquia foi conduzida por uma equipe de padres da Congregação da Paixão de Jesus Cristo – os Passionistas. Foi uma época de muitas controvérsias, de difícil adaptação para os paroquianos. Mesmo assim há que se considerar preferencialmente as obras que deixaram bonitas marcas : as preciosas bandeiras missionárias, os momentos de formação, as reformas físicas do Templo e complementação dos trabalhos de construção do Centro Pastoral.

Ainda acompanhando a linha do ECC, nossa Família do Rosário foi enriquecida também, a partir de 2001 com o EC ENCONTRO COM CRISTO, cujo trabalho gradativamente cria raízes e se robustece, acolhendo e evangelizando muitos irmãos sedentos da Palavra em sua vida.
Para perpetuar-se, a gestão passionista deixa significativos gestos em favor da recuperação dos dependentes químicos na Fazenda do Sol e dos sofredores de rua, através da Casa de Acolhida São Paulo da Cruz. Grandes testemunhos de compromisso com a vida...
E não paramos, pois a rede de pastorais e serviços estende-se progressivamente, fazendo crescer a ação de Jesus Cristo e gerando o crescimento do Reino do Pai entre nós...

Agora nossas referências chegam às Comunidades, nossas irmãs: Nossa Senhora da Guia (Bairro de São José), Nossa Senhora da Conceição (Bela Vista), Nossa Senhora Rainha da Paz (Conjunto dos Professores) e Comunidade das Irmãs Clarissas. A todas o reconhecimento às ações e o incentivo, para que se mantenham comprometidas com o Evangelho, firmes na missão.

 

Para arrematar, aproximamo-nos no tempo e na história...


Em 2007 a Diocese concretizou mudanças, pois entendeu que seria prudente a reintegração da Paróquia ao comando diocesano e para tanto designou o Monsenhor Lourildo Soares, para uma nova etapa conosco. Assim, por obediência, ele assumiu a difícil missão e há 03 anos vem conduzindo nossa equipe paroquiana auxiliado pelo vigário Pe. Eugênio Vital Pereira.
Estamos muito felizes. Hoje a grande Família do Rosário se encontra e faz memória, revive com ardor sua grande, valiosa, inesquecível história, coroando-a com a aliança do AMOR DE TODOS OS SEUS FILHOS - LEIGOS que se doaram e se doam pela MISSÃO de fortalecer o Reino de Deus.
Dentre tantos irmãos, reverenciamos e agradecemos a nossos padres: José Trigueiro, Antonio Trigueiro, Cristóvão Ribeiro da Fonseca, Itan Pereira da Silva, Gerôncio Vilar, Inaldo, Genival Saraiva de França, Antonio Apolinário Sobrinho. Mais recentemente, nos últimos 10 anos, os passionistas José Rocha Cavalcanti Filho, Leudes Aparecido de Paula, Sérgio Francisco Leite, Everaldo Galheira e Leonildo Pedro dos Santos. E hoje , Padre Eugênio Vital Pereira, Mons. Antonio Apolinário, Padre Evanilson, Padre Raniery. Ontem e Hoje, o caríssimo Mons. Lourildo Soares da Silva, a quem reservamos especial gratidão, pela dupla missão nos caminhos desta tão querida Paróquia da Rainha do Rosário.

Campina Grande (PB), agosto de 2010.

Ma. da Conceição Barbosa Vilar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Jubileu

Festa e Compromisso

 

“O termo “Jubileu” (Yobel) vem do hebraico e refere-se a um CHIFRE DE CARNEIRO que era tocado – como trombeta – para anunciar um julgamento ou uma festa  (Cf. Lv 25,9). Com o tempo, “Jubileu” passou a ser sinônimo de “júbilo”, “alegria”.  O costume de celebrar o Jubileu vem dos hebreus. De 50 em 50 anos, o povo era convocado a fazer um ano de descanso e de reorganização da vida social e religiosa (Cf. Lv 25,1-55).

Enfim, estamos Coroando os 70 anos de Nossa Par�quia.

Aproxima-se a data em que concluiremos o nosso ano Jubilar, entre 15 de agosto de 2009 e 15 de agosto do corrente ano. A Legi�o de Maria da Par�quia participou de v�rios momentos� e eventos. Dentre esses destacamos o M�s de Maio 2010 pois � um m�s forte para o nosso carisma. Costumamos dizer que nossa Igreja � rica de dons e carismas;cada Pastoral e Movimento segue e/ou manifesta uma miss�o, um servi�o em favor da vida, isto �, contribuir com o Reino de Deus. Dentro de nossas regras Legion�rias, Amar a Deus sobre todas as coisas e ser fiel a Virgem � um dever a ser cumprido. O Maior dever Legion�rio � o de imitar Maria Peregrina, visitando assim enfermos e idosos que necessitam de nossa peculiar voca��o. Maria Peregrina � aquela que visita Isabel, a necessitada de ajuda. Maria vai ao encontro porque sabe que Deus a envia como Medianeira de todas as suas gra�as e que Isabel est� necessitada de auxilio.

Convidamos� todos os Irm�os Paroquianos a se inscreverem para receber a visita ilustre� da Imagem Peregrina de Nossa Senhora do Ros�rio em sua resid�ncia. Ela deseja derramar as b�n��os de seu Filho na vida e no lar de cada um(a).

Envie seu nome, endere�o completo e telefone para contato.

Vamos com Maria, a Senhora do Ros�rio, celebrar o Jubileu dos 70 anos de Nossa Par�quia.

Visite nosso Web Site:�www.legiaodemariacg.com

Twitter:�www.twitter.com/legiaodemariacg

Blogger:�http://juventudelegionaria.blogspot.com

Salve Maria !!!

Saulo Ara�jo Barbosa,�pela Legi�o de Maria da par�quia NS do Ros�rio.

Acesso Restrito