Sábado, Dezembro 15, 2018

BRASAO DO ROSARIO original site do autor

Este é o site da Paróquia do Rosário de
Campina Grande, Paraíba, Brasil

Através deste site, a ativa comunidade da paróquia interage, obtém informação e usufrui de serviços web voltados para a religiosidade que cerca suas atividades. Explore nosso site, começando pela página de nosso brasão, criado na comemoração do jubileu de 70 anos de existência da paróquia.

Conheça Nosso Brasão

Agenda é um recurso útil para quem não conhece a rotina da paróquia e para quem quer saber sobre eventos correlatos.

Nosso site agora apresenta uma agenda integrada com o Google, de modo a mostrar informações sobre atividades rotineiras e sobre eventos especiais de forma mais amigável e mais clara, inclusive com mapas dos locais associados.

Confira a Agenda

"Uma imagem vale por mil palavras."

O site da Paróquia do Rosário inovou na apresentação de suas fotos, facilitando o acesso às imagens e aprimorando o uso deste recurso.

Mais detalhes

dest_youtube

“Se uma imagem vale por mil palavras, quanto valerá um vídeo com uma mensagem valorosa?”

O site da Paróquia do Rosário passa a indicar sites de vídeos publicados no YouTube, com destaque para vídeos relacionados com a Igreja Católica e temas afins. Acesse nossa página de vídeos e veja o acervo que disponibilizamos para você.

Vídeos Recomendados

"Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, devemos
seguir pelos mesmos caminhos do nosso rebanho para prosseguir a evangelização."

A Paróquia do Rosário marca sua presença no Twitter, para manter estreita a comunicação com os seus seguidores virtuais. Visite nossa página do Twitter e nos acompanhe nesta caminhada.

Visite nosso Twitter

"O dízimo é um ato de fé. É a prova de que acreditamos que tudo que temos vem de Deus."

Visite nossa página dedicada ao Dízimo, que é muito mais do que uma simples contribuição material para a sua comunidade religiosa.

Saiba Mais

"Nós temos os líderes que merecemos, pois somos nós, através do voto, que elegemos estes líderes.

A Igreja Católica tem uma posição muito bem definida quanto a importância do ato cívico de votar. O eleitor deve ter em mente a importância do sufrágio para o futuro dele, de sua família e da sociedade onde está inserido.

Leia Mais

NATAL SOLIDRIO 2018 FINAL anigif

Vídeo em Destaque

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4

SANTA MISSA EM SEU LAR

SANTA MISSA EM SEU LAR

PLAY - AOS SÁBADOS ÀS 19h30MIN (TV ITARARÉ)

“Esperando o Senhor que se aproxima”

 

coroa Advento2

 

 

(Dom Bruno Carneiro Lira, OSB – Vigário paroquial da paróquia de Nossa Senhora de Fátima de Boa Viagem)

A Igreja vive na espera definitiva do seu Senhor. Em toda Missa, pedimos que Ele venha para estar conosco. Logo após o sacerdote consagrar o pão e o vinho no Corpo e Sangue de Cristo, ele faz uma aclamação solene com a seguinte expressão: “Eis o Mistério da fé”. Todos respondem: “Anunciamos, Senhor, a vossa Morte e proclamamos a vossa Ressurreição, vinde Senhor Jesus”.

Apesar dessa vigilância constante que devemos ter com relação à vinda do Senhor, a Igreja, logo no início do Ano Litúrgico, dedica um tempo determinado para que se aprofunde sobre as suas vindas, o TEMPO DO ADVENTO, cujo vocábulo quer dizer vinda. A tradição dos Padres da Igreja, sempre ensinou que há três vindas de Cristo, pois Ele veio, vem e virá. São estas três que somos chamados a meditar, aprofundar e vivenciar no precioso tempo do Advento que possui quatro domingos, mas nem sempre quatro semanas completas, como acontecerá neste ano de 2018 em que a segunda-feira da quarta semana já é a Vigília (véspera do Natal do Senhor), sendo assim teremos, somente, três semanas completas, pois na parte da tarde da segunda-feira já se prepara, solenemente, a Natividade do Filho de Deus, nosso Redentor.

Portanto, Jesus veio na plenitude dos tempos, há 2018 anos; vem, cotidianamente, através dos Sacramentos, na Palavra proclamada, na pessoa do sacerdote, no próximo, no pobre, no enfermo, no preso, nos excluídos, naqueles que passam tribulação, pois como Ele mesmo disse no sermão da Montanha que se inicia com as Bem-Aventuranças: “Bem-aventurados os aflitos, porque serão consolados” (Mt 5,4). E virá, no final dos tempos para julgar os vivos e os mortos e entregar um Reino de Paz e Justiça ao seu Pai. Tal Reino já está presente, em semente, nas nossas vidas, mas será pleno com a sua volta, por isso devemos vigiar sem cessar, na oração, na penitência e confessando os nossos pecados sempre que haja uma real necessidade.

Leia mais...

NATAL ILUSTRAÇÃO 1

 

 

O Natal NÃO é a festa de aniversário de JESUS. 

Alguns pensam que celebrar o Natal é comemorar o aniversário de JESUS, e chegam até a cantar “parabéns pra você”. Mas esse nunca foi o sentir da Igreja a respeito deste tempo litúrgico.

Alguns pensam que celebrar o Natal é comemorar o aniversário de Jesus; alguns chegam até a cantar “parabéns pra você”! Coisa totalmente fora de propósito, contrária ao sentimento da Igreja e fora do sentido da celebração dos cristãos. Então, se não celebramos o aniversário de Jesus, o que fazemos no Natal?

Antes de tudo é necessário entender o que é a Liturgia, a Celebração da Igreja.

Vejamos. O nosso Deus, quando quis nos salvar, agiu na nossa história. Primeiramente agiu na história de toda a humanidade, guiando de modo secreto e sábio todos os seres humanos e sua história. Basta que pensemos nos santos pagãos do Antigo Testamento — santos que não pertenceram ao povo de Israel: Sto. Abel, Sto. Henoc, São Matusalém, São Noé, São Melquisedec, São Jó, São Balaão… Nenhum destes pertencia ao povo de Deus… e no entanto, Deus agia através deles… Depois, Deus agiu de modo forte, aberto, intenso na história do povo de Israel, com as palavras de fogo dos profetas, com a mão estendida e o braço potente nas obras maravilhosas em benefício do seu povo eleito.

Finalmente, Deus agiu de modo pleno e total, fazendo-se pessoalmente presente, em Jesus Cristo, que é o cume, o centro e a finalidade da revelação e da ação de Deus: em Jesus, tudo quanto Deus sonhou para nós se realizou de modo pleno, único, absoluto, completo e definitivo! Então, o nosso Deus não se revela principalmente com ensinamentos, com doutrinas e conselhos, mas com ações concretas e palavras concretas de amor! E tudo isso chegou à plenitude na vida, nos gestos, palavras e ações de Jesus Cristo!

Pois bem: são estas obras salvíficas de Deus, realizadas de modo pleno em Jesus, que nós tornamos presente na nossa vida quando celebramos a Santa Liturgia, sobretudo a Eucaristia! Na força do Espírito Santo de Jesus, através das palavras, dos gestos e dos símbolos litúrgicos, os acontecimentos do passado — todos resumidos em Cristo: na sua Encarnação, no seu Nascimento, Ministério, Morte e Ressurreição e no Dom do seu Espírito — tornam-se presentes na nossa vida.

 

Vejamos, agora, o caso do Natal. Quando a Igreja celebra as cinco festas do Natal, ela quer celebrar não o aniversarinho do menininho Jesus… O que ela quer fazer e faz é tornar presente para nós, na força do Espírito Santo, a graça da vinda do Cristo! Celebrando a liturgia do NATAL, o acontecimento do passado (a Manifestação do Filho de Deus) torna-se presente no hoje da nossa vida! Na liturgia do Natal a Igreja não diz: “Há dois mil anos nasceu Jesus”! Nada disso! O que ela diz é: “Alegremo-nos todos no Senhor: hoje nasceu o Salvador do mundo, desceu do céu a verdadeira paz!” (Antífona de Entrada da Missa da Noite do Natal).

Leia mais...

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

REI DO UNIVERSO

 

CRISTO REI

O Papa Pio XI ( 1922 a 1939), com sua Encíclica Quas Primas (11 de novembro de 1925), estabeleceu a Solenidade de Cristo Rei do Universo.

“Assim o Pontífice recordou a extensão do Senhorio de Jesus Cristo sobre todas as pessoas, famílias, cidades, povos e nações, governos e instituições, ou seja, a realeza social do Senhor Jesus sobre o mundo. A grande realidade da fé cristã é o Cristo Ressuscitado, vencedor do pecado e da morte, que concede a sua vitória aos que lhe pertencem. O Papa Pio XI demonstrou com aquela encíclica que o laicismo é a negação radical desta realeza de Cristo, pois organiza a vida social como se Deus não existisse. Tributar a Jesus Cristo os direitos de realeza não fere a laicidade, uma vez que nenhum Estado está isento de suas obrigações para com Deus”. (Igreja em Oração)

 

Leia mais...

ASSEMBLEIA DIOCESANA 2018.jpg 2

Conclusão da Assembleia Diocesana destaca preocupação missionária da Igreja

Chegou ao fim na manhã deste sábado (24), a 37ª Assembleia Diocesana de Pastoral. Com o tema “Igreja, mãe que acolhe na caridade e misericórdia”, o encontro reuniu o clero, seminaristas e leigos representantes de pastorais e comissões paroquiais da Diocese de Campina Grande durante dois dias, para refletir e fortalecer a cultura do acolhimento e da comunicação nos numerosos setores da Igreja.

Após a oração inicial, o assessor da assembleia, Pe. João Paulo Gomes deu continuidade às atividades mediante a avaliação em duas etapas dos trabalhos em grupo realizados na noite anterior. Primeiro, foi apresentada uma síntese das discussões realizadas pelos grupos, destacando, entre outros aspectos, que todos compreenderam os objetivos propostos na Assembleia e demonstram preocupações missionárias no sentido de atender a recomendação do Papa Francisco para uma Igreja em saída.

Leia mais...

 

NATAL SOLIDÁRIO 2018 REVISTA CAPA

 

Em CAMPINA GRANDE (PB), 

a

Comunidade de Nossa

 

Senhora do ROSÁRIO já vivencia o 17º ano do  seu 

 

NATAL   SOLIDÁRIO

 

 

Neste ano de 2018, a culminância da  AÇÃO SOLIDÁRIA acontecerá nos dias 24 e 25 de novembro (sábado e domingo), quando a  pauta de atividades  atingirá  seu ponto alto, em termos de arrecadação.   Para o evento, no Pátio da Matriz do Rosário, uma ampla estrutura com tendas e barracas para  brechó,  bazar, lanchonete, etc., além de palco para apresentações artísticas.  Ao mesmo tempo, haverá momentos de ORAÇÃO e VIGÍLIA de ADORAÇÃO ao SANTÍSSIMO SACRAMENTO no interior da Matriz.  

 

                             Assim há ações em andamento  e  as pessoas estão sendo incentivadas a SER SOLIDÁRIAS  com os irmãos  menos favorecidos, através de suas DOAÇÕES,  como acontece  tradicionalmente. Desta maneira, há uma expectativa bastante favorável, no sentido de que os apelos encontrem adesões e os resultados atinjam a meta esperada  para a campanha. Alimentos não perecíveis, roupas, calçados,  brinquedos, etc. seguramente  chegarão às FAMÍLIAS CARENTES,  em  conformidade com os objetivos a que se propõe o evento, desde a sua concepção, no ano de 2002.

Leia mais...

MISSAS NO ROSRIO - HORRIOS

papa

BISPO DIOCESANO

DOM DULCENIO FOTO NOVO BISPO DIOCESANO

Mensagem da Semana

PADRE MRCIO HENRIQUE

ESPAÇO DE EVANGELIZAÇÃO

biblia

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

CAPELA RAINHA DA PAZ  foto

Meu Dia de Oração

oracao

Clima Tempo

 

CATEQUESE COM O PAPA

BRASO DO PAPA FRANCISCO

Visitantes On-Line

Nós temos 150 visitantes online

Contador de Visitas

01442552
 

Webmail

Rosário no Twitter

 

Acesso Restrito