Sábado, Fevereiro 28, 2015

Este é o site da Paróquia do Rosário de
Campina Grande, Paraíba, Brasil

Através deste site, a ativa comunidade da paróquia interage, obtém informação e usufrui de serviços web voltados para a religiosidade que cerca suas atividades. Explore nosso site, começando pela página de nosso brasão, criado na comemoração do jubileu de 70 anos de existência da paróquia.

Conheça Nosso Brasão

Agenda é um recurso útil para quem não conhece a rotina da paróquia e para quem quer saber sobre eventos correlatos.

Nosso site agora apresenta uma agenda integrada com o Google, de modo a mostrar informações sobre atividades rotineiras e sobre eventos especiais de forma mais amigável e mais clara, inclusive com mapas dos locais associados.

Confira a Agenda

"Uma imagem vale por mil palavras."

O site da Paróquia do Rosário inovou na apresentação de suas fotos, facilitando o acesso às imagens e aprimorando o uso deste recurso.

Mais detalhes

dest_youtube

“Se uma imagem vale por mil palavras, quanto valerá um vídeo com uma mensagem valorosa?”

O site da Paróquia do Rosário passa a indicar sites de vídeos publicados no YouTube, com destaque para vídeos relacionados com a Igreja Católica e temas afins. Acesse nossa página de vídeos e veja o acervo que disponibilizamos para você.

Vídeos Recomendados

"Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, devemos
seguir pelos mesmos caminhos do nosso rebanho para prosseguir a evangelização."

A Paróquia do Rosário marca sua presença no Twitter, para manter estreita a comunicação com os seus seguidores virtuais. Visite nossa página do Twitter e nos acompanhe nesta caminhada.

Visite nosso Twitter

"O dízimo é um ato de fé. É a prova de que acreditamos que tudo que temos vem de Deus."

Visite nossa página dedicada ao Dízimo, que é muito mais do que uma simples contribuição material para a sua comunidade religiosa.

Saiba Mais

"Nós temos os líderes que merecemos, pois somos nós, através do voto, que elegemos estes líderes.

A Igreja Católica tem uma posição muito bem definida quanto a importância do ato cívico de votar. O eleitor deve ter em mente a importância do sufrágio para o futuro dele, de sua família e da sociedade onde está inserido.

Leia Mais

BANNER PASTORAIS BBLICA E SURDOS anigif

Vídeo em Destaque

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

SANTA MISSA EM SEU LAR

SANTA MISSA EM SEU LAR

PLAY - AOS SÁBADOS ÀS 19h30MIN (TV ITARARÉ)

“Não fostes vós que me escolhestes, mas fui eu que vos escolhi e vos designei para irdes e produzirdes fruto e para que vosso fruto permaneça”.

(João 15, 12-16a)

PE ISAÍAS - ACOLHIDA.jpg 2.jpg - 2015-  1

Bem Vindo, Pe. Isaías!

Cantando louvores a Deus, a Comunidade Paroquial do Rosário, em clima de calorosa acolhida,   rendeu graças, na noite ontem  -  último domingo -  22 de fevereiro de 2015, pela chegada oficial do mais novo Vigário Paroquial  - Pe. Isaías Rodrigues dos Santos  -  à Paróquia de Nossa Senhora do Rosário em Campina Grande (PB).

Uma bonita e bem participada Celebração Eucarística marcou  a noite festiva.   E dela foram concelebrantes os Padres Márcio Henrique  Mendes Fernandes, Pároco Paroquial, e os Vigários Paroquiais Pe. Eugênio Vidal Pereira e o próprio Pe. Isaías que presidiu a bela Liturgia.  

PE ISAÍAS - ACOLHIDA.jpg 2.jpg - 2015-  3Após o ato solene de leitura do termo de provisão, as inspiradas palavras do  Pe. Márcio Henrique, através das quais ficaram evidenciadas as boas referências ao novo colaborador, considerando-se que a salutar convivência entre ambos já remonta há tempos, desde os seus passos iniciais  como “coroinha”  na Catedral Diocesana, berço de origem,  onde os dois serviram  juntos por vários anos. Ainda na sua fala, Pe. Márcio marcou a expectativa positiva, em relação à importante contribuição que se somará ao trabalho pastoral da Paróquia, haja vista a expressiva demanda e o potencial significativo a ser trabalhado conjuntamente. Enfim, ratificou a calorosa acolhida da Comunidade e manifestou   confiança e apoio  de sua parte.  

Na ocasião, em nome da Comunidade, a Jovem Raisa Mariz proferiu palavras de boas vindas ao novo vigário, expressando-lhe o reconhecimento ao seu  bonito perfil de servo de Deus e  muita alegria pela partilha de seus dons entre todos nós. Seguindo-se, como gesto de carinho, foram ofertadas flores a ele, pela Sra. Gisele Mariz juntamente com  a outra filha Raiana Mariz.PE ISAÍAS - ACOLHIDA.jpg 2.jpg - 2015- 4

Abrindo parênteses, Pe. Márcio fez referências à recente ordenação diaconal  do irmão Antônio Lisboa que  - como diácono permanente -  também já integra a equipe da Paróquia. A ambos – Pe. Isaías e Lisboa – foram entregues lembranças, pelas mãos de Fernando do EC e Ecledilma da Liturgia, em nome da Família do Rosário.PE ISAÍAS - ACOLHIDA.jpg 2.jpg - 2015- 5

Ao final da celebração, Pe. Márcio convidou os participantes para a partilha de um bolo à calçada da Igreja.     

A chegada do Pe. Isaías vem concretizar a designação  do Sr. Bispo Diocesano D. Manoel Delson que, através de Carta Circular, publicada  no dia 21 de outubro passado,  anunciou nomeações e transferências de padres entre suas paróquias. Sabemos que a hierarquia da Santa Igreja permite as mudanças dos padres nas paróquias e temos que entender como pessoas amadurecidas e conscientes de que elas são necessárias, para a renovação e evolução da dinâmica dos trabalhos.

Dentre as mudanças, incluiu-se  a transferência doPadre Isaías Rodrigues que atuava junto à  ParóquiadeNossa Senhora da Conceição, no distrito campinense de Galante. Ele também continuará suas atribuições de formador no  Seminário Diocesano  São João Maria Vianey, onde já vem servindo há algum tempo.  

O jovem  Isaías foi ordenado presbítero -  juntamente com outros cinco diáconos  -  pelo gesto da imposição das mãos do Bispo diocesano à época Dom Jaime Vieira Rocha, no dia 04 de agosto de 2011. E já faz parte do  nosso convívio há algum tempo, pois tem participado e colaborado desde a chegada do Pe. Márcio a esta Paróquia em maio de 2014.

A partir de agora, seguramente, fincará seus passos aqui, com maior firmeza.

Assim segue a história desta Igreja do Rosário...

De corações abertos, colocamos o  Senhor, Padre Isaías, sob o manto protetor de Nossa Senhora do Rosário, a quem também ofertamos nossos projetos, sonhos e desafios. A ela nos consagramos... Invocamos a força do Espírito Santo sobre TODOS, na busca de maior vigor, maior motivação e sobreturdo de muita fé, compromisso, seriedade, respeito e ética, em benefício da caminhada  desta Igreja.

Esperamos e contamos com suas energias, amado Sacerdote. Venha ajudar esta parcela do povo de DEUS a amadurecer na FÉ, a evoluir como verdeiros CRISTÃOS, no campo da CONVERSÃO. Venha contribuir, ensinar e motivar o seu POVO,  para que suas práticas sigam verdadeiramente os critérios do Evangelho. Contamos com  suas BÊNÇÃOS e  ORAÇÕES. Que elas sejam instrumentos transformadores desta Comunidade.

BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!

Assim seja!...

 

alt

“Disse-lhes Jesus: Por acaso, os amigos do noivo podem estar de luto enquanto o noivo está com eles? Dias virão em que o noivo será tirado do meio deles. Então, sim, eles jejuarão”. (cf. Mt 9, 14-15)

O jejum, além de ser sinal do desejo de conversão, é também sinal de espera. O próprio Jesus, como os discípulos de João Batista, jejuou no deserto, assumindo em si a longa espera do “esposo”. O “esposo” é Jesus, chegado este, acabou o jejum e começou a festa de casamento. Depois da  
da ressurreição retomará seu significado, no tempo da Igreja (esposa de Cristo), entre o momento em que lhe for tirado o esposo e o seu retorno. O noivo agora está ausente; foi glorificado e não é visível aos nossos olhos. Dispomos apenas de sinais da sua presença: a palavra, os sacramentos, os pobres, onde ele está disponível ao nosso amor.
Neste intervalo entre a sua glória e a nossa entrada na glória, é-nos dado saciar o jejum de sua presença no encontro com sua presença crucificada, onde Ele está conosco até o fim dos tempos. Só então entraremos com Ele para as núpcias definitivas e tomaremos parte, num banquete sem fim, na sua perfeita e plena alegria. 
A Quaresma exige de nós cristãos católicos a prática do jejum corporal; porém, sobretudo, o jejum que Deus nos pede não é só a nossa privação, é uma total conversão em obras e não só em palavras e ritos externos. A participação nos sofrimentos dos irmãos, nos quais continua o sofrimento de Cristo. A conversão é a que vai produzir em nós a mais profunda solidariedade.
Qual a penitência, o jejum que Deus quer? Não seria “quebrar as cadeias injustas... romper todo tipo de sujeição? Não é repartir o pão com o faminto, acolher em casa os pobres? Quando encontrares um nu, cobre-o..." (cf. Is 58, 1-9) 
A penitência que Deus quer, a única que tem sentido, é aquela que se traduz em caridade, justiça e libertação do próximo. O jejum cumprido por amor a Deus e dos irmãos é sinal do desejo de conversão; neste sentido, conserva ainda hoje o seu valor. 
Não é o comer ou o jejuar que importa: o que faz verdadeiro o jejum é o espírito com que se come ou se jejua.
 
 
 
 
A Quaresma é “um novo acontecimento do Senhor que passa por nossas vidas”, segundo Dom Orani Tempesta

 

 

Rio de Janeiro (Sexta-feira, 20-02-2015, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, celebrou na Catedral de São Sebastião, no centro, a missa de abertura do período da Quaresma, além do lançamento oficial da Campanha da Fraternidade 2015, nesta Quarta-Feira de Cinzas, 18 de fevereiro.Dom Orani Tempesta.jpg

O Cardeal havia convidado os fiéis a viverem os próximos 40 dias de forma verdadeiramente santa, refletindo suas atuações em meio aos contextos pessoais, familiares e na vida da Igreja.

Depois, o purpurado advertiu: "a Quaresma não dever ser entendida como um momento meramente repetitivo, que aborda temas diferenciados, e sim, um novo acontecimento do Senhor que passa por nossas vidas, chamando-nos a retornar a nossa vida batismal".

Ao relembrar a mensagem do Papa Francisco, em vista deste período, disse que é "o momento de poder chorar nossos pecados, reconhecendo a necessidade de tempos novos, pessoalmente e comunitariamente".

Sobre os atos concretos da Quaresma, entre eles, o jejum, a esmola e a partilha, Dom Orani destacou que essas são ações precisam se tornar "atitudes que partem de um coração que tem essas necessidades e busca pelo Senhor".

A Campanha da Fraternidade, que tem como tema "Fraternidade: Igreja e Sociedade", também foi ressaltada pelo Arcebispo. Para ele, a questão levantada pela iniciativa da Igreja no Brasil nos remete a pensar nos desafios que temos atualmente e que devemos nos fazer presentes em uma sociedade "carente, violenta e complexa".

"Sejamos sinais de uma Igreja que ajuda, que tem algo a dizer, que anuncia uma vida nova a todas as pessoas", concluiu. (LMI)

Leia mais...

Vaticano: Papa critica quem se diz cristão, mas explora trabalhadores ou paga «por baixo da mesa»

Agência Ecclesia
 20 de Fevereiro de 2015, às 12:24
alt alt alt http://www.agencia.ecclesia.pt//noticias/vaticano/vaticano-papa-critica-quem-se-diz-cristao-mas-explora-trabalhadores-ou-paga-por-baixo-da-mesa/" class="enviaemail" style="text-decoration:none;color:rgb(0, 183, 230);margin-right:6px">alt

OROR

Francisco diz que verdadeira conversão ultrapassa gestos exteriores

Cidade do Vaticano, 20 fev 2015 (Ecclesia) - O Papa Francisco criticou hoje no Vaticano os que se dizem cristãos, cumprindo ritos exteriores, mas depois exploram os trabalhadores a seu cargo ou cometem irregularidades

“Não se pode fazer ofertas à Igreja à custa da injustiça com os funcionários. Este é um pecado gravíssimo: é usar Deus para cobrir a injustiça”, declarou, durante a homilia da Missa a que presidiu na capela da Casa de Santa Marta.

Francisco questionou quem paga “por baixo da mesa” (‘in nero’, no original italiano) aos trabalhadores e quem não lhes paga “o salário justo”, incluindo os descontos para a reforma e para a saúde.

“O amor a Deus e o amor ao próximo são uma unidade e quem quer fazer penitência, real e não formal, tem de fazê-la diante de Deus e do irmão, com o próximo”, prosseguiu.

O Papa citou a carta do Apóstolo Tiago (Novo Testamento) para sublinhar que a fé sem obras “é morta”.

Leia mais...

Mensagem do Papa para a Quaresma: não à globalização da indiferença– “fortalecei os vossos corações”

alt

Quaresma 2015 - RV

  

"Deus tem a peito cada um de nós,  conhece-nos pelo nome, cuida de nós e vai à nossa  procura, quando O deixamos, porque quer levar-nos de novo para Ele; esta é a constatação da qual parte a Mensagem do Santo Padre para a Quaresma de 2015, este ano intitulada "fortalecei os vossos corações”

Insistindo nesta verdade consoladora, o Papa convida-nos a acolher o amor de Deus que sempre nos precede. Ele, de facto, nada nos pede que antes não no-lo tenha dado: "Nós amamos porque Ele nos amou primeiro", diz o Papa citando a primeira carta de S. João. E como o Senhor, em virtude do seu amor, não é indiferente para connosco e para aquilo que nos acontece, assim também nós somos chamados a cuidar dos que nos rodeiam, a dar de volta este amor que recebemos dele a todos os que Ele coloca no nosso caminho, interessando-nos deles, especialmente os que passam por dificuldades.

E é exatamente quando estamos bem que  inevitavelmente nos acontece de esquecermos os outros. Saciados dos nossos confortos, na nossa comodidade não conseguimos ver os seus problemas, os seus sofrimentos e as injustiças de que são vítimas; "então, o nosso coração cai na indiferença", naquela tentação do Maligno que hoje é cada vez mais frequente, ao ponto de atingir  uma dimensão mundial; e por isso o Papa fala dessa atitude egoísta como uma globalização da indiferença.

Somente aquele que se deixou lavar os pés por Jesus pode ter "parte" com Ele – continua o Papa Francisco na mensagem – ou seja, pode participar no seu cuidado para com o homem. Pelo contrário, Em vez disso, o cristão que não fez a experiência de Jesus a lavar-lhe os pés, isto é, o amor carinhoso com o qual Ele se inclina para a nossa pobre humanidade, acaba por permanecer voltado para si mesmo, fechado na indiferença em relação aos que o rodeiam. Precisamos de nos deixar lavar os pés pelo Senhor, de fazer experiência do seu amor que cura e ao mesmo tempo a experiência do nosso deixar-nos amar por Ele, e isto pode acontecer novamente também hoje através da Igreja; é na Igreja que o cristão pode permitir que Deus o revista da sua bondade e misericórdia, de modo a ser capaz de lavar os pés aos outros, capaz de se colocar ao serviço de Deus e dos homens.

Leia mais...

papa

BISPO DIOCESANO

dom delson - 2014

Mensagem da Semana

PADRE MRCIO HENRIQUE

Imagem1

ESPAÇO DE EVANGELIZAÇÃO

biblia

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

CAPELA RAINHA DA PAZ  foto

Meu Dia de Oração

oracao

Clima Tempo

 

CATEQUESE COM O PAPA

BRASO DO PAPA FRANCISCO

Visitantes On-Line

Nós temos 114 visitantes online

Contador de Visitas

00535885
 

Webmail

MURAL DE RECADOS

MINISTÉRIO EXTRAORDINÁRIO DA SAGRADA COMUNHÃO EUCARÍSTICA
20/02/2015 às 10h52
EQUIPE DE SERVIÇO
CAMPINA GRANDE - PB

Caros Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística. Comunicamos-lhes que nossa REUNIÃO PERIÓDICA acontecerá no próximo dia 28 de fevereiro, sábado, às 15h30min no CENTRO PASTORAL DO ROSÁRIO. Sua participação será muito import [...]

Ver recado completo »

Rosário no Twitter

 

Acesso Restrito