Terça, Agosto 14, 2018

BRASAO DO ROSARIO original site do autor

Este é o site da Paróquia do Rosário de
Campina Grande, Paraíba, Brasil

Através deste site, a ativa comunidade da paróquia interage, obtém informação e usufrui de serviços web voltados para a religiosidade que cerca suas atividades. Explore nosso site, começando pela página de nosso brasão, criado na comemoração do jubileu de 70 anos de existência da paróquia.

Conheça Nosso Brasão

Agenda é um recurso útil para quem não conhece a rotina da paróquia e para quem quer saber sobre eventos correlatos.

Nosso site agora apresenta uma agenda integrada com o Google, de modo a mostrar informações sobre atividades rotineiras e sobre eventos especiais de forma mais amigável e mais clara, inclusive com mapas dos locais associados.

Confira a Agenda

"Uma imagem vale por mil palavras."

O site da Paróquia do Rosário inovou na apresentação de suas fotos, facilitando o acesso às imagens e aprimorando o uso deste recurso.

Mais detalhes

dest_youtube

“Se uma imagem vale por mil palavras, quanto valerá um vídeo com uma mensagem valorosa?”

O site da Paróquia do Rosário passa a indicar sites de vídeos publicados no YouTube, com destaque para vídeos relacionados com a Igreja Católica e temas afins. Acesse nossa página de vídeos e veja o acervo que disponibilizamos para você.

Vídeos Recomendados

"Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, devemos
seguir pelos mesmos caminhos do nosso rebanho para prosseguir a evangelização."

A Paróquia do Rosário marca sua presença no Twitter, para manter estreita a comunicação com os seus seguidores virtuais. Visite nossa página do Twitter e nos acompanhe nesta caminhada.

Visite nosso Twitter

"O dízimo é um ato de fé. É a prova de que acreditamos que tudo que temos vem de Deus."

Visite nossa página dedicada ao Dízimo, que é muito mais do que uma simples contribuição material para a sua comunidade religiosa.

Saiba Mais

"Nós temos os líderes que merecemos, pois somos nós, através do voto, que elegemos estes líderes.

A Igreja Católica tem uma posição muito bem definida quanto a importância do ato cívico de votar. O eleitor deve ter em mente a importância do sufrágio para o futuro dele, de sua família e da sociedade onde está inserido.

Leia Mais

Vídeo em Destaque

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4

SANTA MISSA EM SEU LAR

SANTA MISSA EM SEU LAR

PLAY - AOS SÁBADOS ÀS 19h30MIN (TV ITARARÉ)

Recentemente li que muitas mulheres estão congelando seus óvulos até que encontrem seu parceiro ideal ou até que se realizem profissionalmente. Então, sim, engravidarão.

É o ser humano que, tornando-se seu próprio deus, dono de si mesmo sem de si mesmo ser dono, termina por vilipendiar o próprio ser humano. Para quem crê, todos os seres merecem nosso respeito e, de modo particular, o ser humano, imagem de Deus!

A vida é dom de Deus, que tudo criou livremente por amor. Explicar os mecanismos do seu aparecimento, desde as formas mais simples até aquelas mais complexas, é tarefa das ciências.

criator

 

O que a fé nos diz é que toda vida tem sua origem em Deus, é dom de Deus e somente Ele é o Senhor da vida. Por isso, mesmo diante das criaturas mais simples, o homem deve ter uma atitude de respeito, de veneração. Não podemos fazer o que bem entendemos com o mundo, que não é simples natureza, mas é criação, resultado de um Amor eterno que, do nada, tudo chamou à existência. Somos os mordomos, os guardiões, não os donos. É verdade que o homem é a principal das criaturas deste mundo visível, mas não é seu senhor absoluto... Aqui se radica a intuição fundamental para uma sadia ecologia cristã. O homem tem o direito de usar a criação, pode alimentar-se de vegetais e animais... Mas, não pode abusar, não pode desperdiçar nem tiranizar... "Tudo o que se move e possui vida vos servirá de alimento; tudo isso Eu vos dou, como vos dei a verdura das plantas. Mas, pedirei contas do sangue de cada um de vós: Eu pedirei conta da alma da vida do homem!" (Gn 9,3ss)

O homem é imagem de Deus, tem uma dignidade imensa, inalienável. Ele não é simplesmente um ser em meio aos outros! Só ele é imagem do Criador: seu coração é aberto para o infinito, tem sede do transcendente; o núcleo do seu coração abriga sua consciência, que tem uma dignidade inalienável! Por isso o homem não pode ser manipulado, vilipendiado, coisificado: “Eu pedirei contas da vida do homem. Porque à imagem de Deus o homem foi criado” (Gn 9,5.6).

 

 

Leia mais...

 

 

 

Vivemos em ambientes onde a todo momento evidencia-se o discurso da crise. O casamento está em crise. O cenário político está em crise. Enfim, as instituições estão em crise. E todas essas realidades permeadas pelo drama da crise escondem um questionamento buscado por todos: “Qual é o caminho da felicidade?”.

 

DOM DELSON 3

A Igreja sempre conservou o entendimento de que a felicidade é um caminho que deve ser trilhado nos passos da estrada de Jesus, isto é: tornar-se seu discípulo. Encontra o caminho da vida, da felicidade, quem segue o Filho de Deus.

A pergunta fundamental do caminho da felicidade nem sempre consegue ser respondida por todas as pessoas, às vezes temos grandes dificuldades na vida que nos impedem de abraçar o caminho de felicidade proposto pelo Evangelho de Jesus. Contudo, o Senhor veio para “evangelizar os pobres” (Lc 4, 18), veio para nos dar a felicidade, para nos tirar da indigência das mentiras e das ideologias, que falsamente prometem uma vida feliz construída sobre a areia (Mt 7, 26).

A Igreja tem a missão de proporcionar aos seus filhos uma espiritualidade segura que os leve à superação de suas crises, sejam elas quais forem. Sabemos que o verdadeiro problema do nosso tempo é a “crise da ausência de Deus”, como reiteradamente nos afirma o Papa Emérito Bento XVI, e não podemos camuflar essa ausência com métodos de uma religiosidade vazia e sentimentalista.

A espiritualidade dos que buscam realmente a felicidade no caminho de Jesus mostra-se no jeito de ser do grão de trigo (Jo 12, 24); o sucesso de uma vida feliz, tão reclamada pelo homem da modernidade, só será possível mediante a troca de prioridades: tirar o homem do centro e “recolocar” Deus em seu lugar.

A raiz de todas as crises vividas na contemporaneidade encontra-se no antropocentrismo – o homem no centro. E esse homem não aceita o caminho do grão de trigo, não aceita morrer. Para os cristãos, a fecundidade do caminho de felicidade está intimamente relacionada com a capacidade de sofrimento; o homem é verdadeiramente feliz quando faz comunhão com o Cristo Crucificado, verdadeiro Homem que ressuscitou: “Agora, alegro-me nos sofrimentos que suporto por vós e completo na minha carne o que falta às tribulações de Cristo, pelo seu Corpo, que é a Igreja (Cl 1, 24). Que Nossa Senhora das Neves ajude os paraibanos a amarem mais o caminho de Jesus, caminho feito nas dores, mas, acima de tudo, feito na alegria do Evangelho.

DOM DELSON

Arcebispo Metropolitano da Paraíba

COROA DOM HENRIQUE ARTIGO

Mesmo com a recente derrota da Seleção na Copa do Mundo de Futebol, assiste-se ao entusiasmo, à paixão por parte dos torcedores e vê-se o esforço dos atletas, idolatrados e xingados, de acordo com o resultado que obtenham. Quanto dinheiro, quanto esforço, quanta paixão, quanto tempo dedicado... Como não recordar as palavras de São Paulo: “Não sabeis que aqueles que correm no estádio, correm todos, mas um só ganha o prêmio? Correi, portanto, de maneira a consegui-lo. Os atletas se abstêm de tudo; eles, para ganhar uma coroa perecível; nós, porém, para ganhar uma coroa imperecível” (1Cor 9,24s).

Se pensarmos bem, causa tristeza... Hoje, investe-se tanto em esporte, divulga-se o esporte como a coisa mais séria do mundo; os atletas são apresentados como modelos de vida a serem admirados e seguidos; a Seleção é elevada à categoria de símbolo nacional, os treinos, o esforço, a disciplina esportiva, tudo apresentado como virtude e altruísmo... Os slogans são grandiloquentes: “Esporte é vida”, “O esporte irmana os povos”, “Esporte é paz”... É verdade que há muito dinheiro em jogo e, por isso, toda essa promoção esportiva. Basta pensar no tênis, no futebol e na fórmula 1. Mas, é verdade também que se não houvesse quem assistisse, procurasse e muitas vezes idolatrasse a prática esportiva, todo esse aparato não existiria... É inquietante, é, sim, de fazer pensar...

Claro que, em si, o esporte é um bem: auxilia a saúde física e mental, é fator importante de socialização, pode desenvolver lideranças, incentivar o trabalho em equipe, etc. O problema não é o esporte, mas o modo como hoje ele é visto e valorizado, a mística que se criou em torno dele! Quando nossa sociedade era cristã, os heróis não eram os atletas, mas os santos: aqueles que empenharam a vida em Cristo e, por Ele, deram tudo a Deus e aos irmãos. Os heróis dos jovens cristãos eram um Francisco de Assis, um Camilo de Lélis, um Inácio de Loyola, um Francisco Xavier, um Luís Gonzaga, uma Clara de Assis, uma Teresa do Menino Jesus... Era o tempo em que Cristo era realmente a seiva vital de nossa cultura e o cristianismo inspirava valores, ideais, modelos de existência, tempo em que o Domingo (do latim dies Domini= dominica= dia do Senhor) era dia, antes de tudo, de participar da Ceia do Senhor, celebrando a Eucaristia.

Atualmente, se os heróis são os atletas, os jogadores de futebol, sobretudo; os domingos são dias de cerveja, estádio e praia... E nada mais. Escutam-se os slogans de efeitos, mas tão falsos, tão falsos: “Esporte é vida; esporte é paz”... Não! Cristo é Vida, porque somente Ele confere um sentido real e duradouro à existência; uma tal certeza, uma tal perspectiva, que nem a morte pode destruir! Cristo é Paz! Somente Ele! Porque somente Nele o coração descansa realmente, de um descanso não ilusório, verdadeiro, consistente! “O esporte irmana os povos!” Somente o Cristo nos irmana de verdade, porque nos faz filhos do mesmo Pai, ao qual nos dirigimos exclamando: “Pai nosso!”

 COROA DOM HENRIQUE ARTIGO

 

Leia mais...

 

SÃO PEDRO e SÃO PAULO 2018. 3 jpg

A festa, ou melhor, a solenidade dos santos Pedro e Paulo é das mais antigas e mais solenes do ano litúrgico. Foi inserida no santoral muito antes da festa do Natal e havia desde o século IV o costume de celebrar neste dia três missas. A primeira na basílica de são Pedro, no Vaticano; a segunda na basílica de são Paulo fora dos Muros e a terceira nas catacumbas de são Sebastião, onde as relíquias dos dois apóstolos tiveram de ser escondidas por algum tempo para subtraí-Ias à profanação. Há um eco deste costume no fato de que além da Missa do dia é previsto um formulário para a Missa vespertina da vigília. Depois da Virgem Santíssima, são precisamente são Pedro e são Paulo, juntamente com são João Batista, os santos comemorados mais frequentemente e com maior solenidade no ano Iitúrgico: além da festa do dia 29 de junho há de fato o dia 25 de janeiro (conversão de são Paulo), 22 de fevereiro (cátedra de são Pedro) e 18 de novembro (dedicação das basílicas dos santos Pedro e Paulo).



Por muito tempo se pensou que 29 de junho fosse o dia em que, no ano de 67, são Pedro na colina Vaticana e são Paulo na localidade agora denominada Três Fontes testemunharam sua fidelidade a Cristo com o derramamento do sangue. Na realidade, embora o fato do martírio seja um dado histórico incontestável, e está além disso provado que isto aconteceu em Roma durante a perseguição de Nero, é incerto não só o dia, mas até o ano da morte dos dois apóstolos. Enquanto para são Paulo existe certa concordância entre testemunhas antigas indicando o ano 67, para são Pedro há muitas discordâncias, e os estudiosos parecem preferir agora o ano 64, ano em que, como atesta também o historiador pagão Tácito, “uma enorme multidão” de cristãos pereceu na perseguição que se seguiu ao incêndio de Roma.

Leia mais...

MISSAS NO ROSRIO - HORRIOS

papa

BISPO DIOCESANO

DOM DULCENIO FOTO NOVO BISPO DIOCESANO

Mensagem da Semana

PADRE MRCIO HENRIQUE

ESPAÇO DE EVANGELIZAÇÃO

biblia

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

CAPELA RAINHA DA PAZ  foto

Meu Dia de Oração

oracao

Clima Tempo

 

CATEQUESE COM O PAPA

BRASO DO PAPA FRANCISCO

Visitantes On-Line

Nós temos 84 visitantes online

Contador de Visitas

01361625
 

Webmail

Rosário no Twitter

 

Acesso Restrito