Segunda, Junho 24, 2019

BRASAO DO ROSARIO original site do autor

Este é o site da Paróquia do Rosário de
Campina Grande, Paraíba, Brasil

Através deste site, a ativa comunidade da paróquia interage, obtém informação e usufrui de serviços web voltados para a religiosidade que cerca suas atividades. Explore nosso site, começando pela página de nosso brasão, criado na comemoração do jubileu de 70 anos de existência da paróquia.

Conheça Nosso Brasão

Agenda é um recurso útil para quem não conhece a rotina da paróquia e para quem quer saber sobre eventos correlatos.

Nosso site agora apresenta uma agenda integrada com o Google, de modo a mostrar informações sobre atividades rotineiras e sobre eventos especiais de forma mais amigável e mais clara, inclusive com mapas dos locais associados.

Confira a Agenda

"Uma imagem vale por mil palavras."

O site da Paróquia do Rosário inovou na apresentação de suas fotos, facilitando o acesso às imagens e aprimorando o uso deste recurso.

Mais detalhes

dest_youtube

“Se uma imagem vale por mil palavras, quanto valerá um vídeo com uma mensagem valorosa?”

O site da Paróquia do Rosário passa a indicar sites de vídeos publicados no YouTube, com destaque para vídeos relacionados com a Igreja Católica e temas afins. Acesse nossa página de vídeos e veja o acervo que disponibilizamos para você.

Vídeos Recomendados

"Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, devemos
seguir pelos mesmos caminhos do nosso rebanho para prosseguir a evangelização."

A Paróquia do Rosário marca sua presença no Twitter, para manter estreita a comunicação com os seus seguidores virtuais. Visite nossa página do Twitter e nos acompanhe nesta caminhada.

Visite nosso Twitter

"O dízimo é um ato de fé. É a prova de que acreditamos que tudo que temos vem de Deus."

Visite nossa página dedicada ao Dízimo, que é muito mais do que uma simples contribuição material para a sua comunidade religiosa.

Saiba Mais

"Nós temos os líderes que merecemos, pois somos nós, através do voto, que elegemos estes líderes.

A Igreja Católica tem uma posição muito bem definida quanto a importância do ato cívico de votar. O eleitor deve ter em mente a importância do sufrágio para o futuro dele, de sua família e da sociedade onde está inserido.

Leia Mais

Vídeo em Destaque

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4

SANTA MISSA EM SEU LAR

SANTA MISSA EM SEU LAR

PLAY - AOS SÁBADOS ÀS 19h30MIN (TV ITARARÉ)

Hoje celebramos o nascimento de São João Batista. É uma solenidade muito importante no ano litúrgico, porque nesse dia lembramos o maior dos profetas, como o próprio Jesus o chama em Mt 11,11: Digo a verdade a vocês: Do meio dos nascidos de mulher não surgiu ninguém maior do que João Batista.” Mas por que João Batista foi tão importante? Quem era esse profeta? Qual foi a sua missão? Nesse dia, a liturgia da Igreja nos coloca frente a esse personagem que nos ensina, com sua vida e palavras, a ser fiéis discípulos e missionários de Jesus.SÃO JOÃO BATISTA

O seu nascimento é narrado no Evangelho de Lucas. Dele se anuncia que “ficará pleno do Espírito Santo ainda no seio de sua mãe e converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor, seu Deus”. E efetivamente isso aconteceu. A primeira parte dessa profecia se cumpre naquela famosa passagem na qual Maria, já grávida, visita sua prima Isabel, que estava no sexto mês de gravidez e, nesse encontro, “quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança lhe estremeceu no ventre...”.

A segunda parte da profecia se cumpre na vida de João Batista. Seu testemunho era tão convincente que chegaram a confundi-lo com o próprio Messias, mas ele negou com força: “Eu não sou o Cristo... Eu sou a voz do que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor!". Ele sabia quem era e que sua missão era preparar os corações para acolher a vinda do verdadeiro Messias, seu primo Jesus, de quem ele se sabe “indigno de desatar a correia da sandália”.

Essa atitude de João Batista pode nos ensinar a atitude básica de todo cristão. Nós não anunciamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo. Um mundo que busca muitas vezes os aplausos para si mesmo pode contaminar os cristãos a quererem também ser o centro das atenções, mas quando isso acontece, nos colocamos no lugar de Jesus e mutilamos pela raiz o anúncio do Evangelho. Uma das frases de João Batista que deveríamos sempre ter presente e que nos ajuda a não perder o horizonte de nossa vida cristã é a seguinte: “É necessário que Ele (Jesus) cresça e eu diminua. (Jo 3,30)” Nas atividades que fazemos na Igreja, nos serviços que prestamos aos mais pobres, no nosso trabalho e na nossa família, é sempre oportuno que nos perguntemos se estamos nos colocando no lugar que deveria estar Jesus.

:: As virtudes e a fidelidade de São João para inspirar a vivência da fé

Uma outra passagem que também mostra com muita claridade João apontando para Jesus está em Jo 1, 35-37. Jesus está passando por onde está João reunido com seus discípulos e quando João vê Jesus, exclama: “Eis o cordeiro de Deus”. E os discípulos, ouvindo isso, passam a seguir Jesus. É essa a missão do Batista, preparar os corações dos discípulos para se encontrarem com Jesus. E é essa também a nossa missão como batizados, preparar os corações das pessoas para que possam encontrar a felicidade que estão procurando em Jesus que é a resposta para os desejos mais profundos do coração de todo homem.

João Batista prefigura a 'Igreja em Saída'

"Toda a vida de João Batista foi marcada por esse dinamismo de anúncio, de saída, de entrega generosa pelo Reino de Deus que ele anunciava".

Toda a vida de João Batista foi marcada por esse dinamismo de anúncio, de saída, de entrega generosa pelo Reino de Deus que ele anunciava. Isso normalmente não agrada a alguns e não foi diferente no caso de João Batista. Ele foi preso por Herodes por que denunciava que sua união com Herodíades era errada (Porque ela era, na verdade, mulher do irmão de Herodes). Ele ficou na prisão por um tempo, mas na primeira oportunidade que Herodíades encontrou, pediu a cabeça de João Batista em um prato e lhe foi concedida.

Também esse fato da vida de João pode nos ensinar bastante. Jesus mesmo disse que seus discípulos iam ser perseguidos como Ele mesmo foi perseguido, “mas aquele que perseverar até o final, será salvo” (Mt 24, 13). João perseverou até o final e nós também somos chamados a perseverar, claro que contando com a Graça de Deus, sem a qual isso não é possível.

Existem muitas outras passagens da vida de João Batista nas quais podemos meditar e aprender. Mas o mais importante hoje é deixar-nos interpelar pelas palavras e pela vida daquele que é a voz que clama no deserto e deixar que nossos corações se endireitem um pouquinho mais para receber melhor a Jesus, que não batiza com água como João, mas com o Espírito Santo e com fogo (Mt 3, 11-12).

 

FONTE : A 12 -          ESCRITO por JOÃO ANTONIO JOHAS -  Licenciando em Filosofia pela Universidade Católica de Petrópolis, Pós-graduando em Antropologia Cristã pela Universidade Católica San Pablo em Arequipa, Peru.

CORPUS CHRISTI, escoltado

com nosso amor

 

Pentecostes 15

   

 

Depois do DOMINGO DE PENTECOSTES, a Igreja vai às ruas manifestar sua inegociável fé na Eucaristia. Celebra-se a grande festa de Corpus Christi. Esta solenidade nasce e se desenvolve a partir do ministério da Páscoa e de Pentecostes: O Cristo Ressuscitado dos mortos derrama sobre a humanidade inteira seu Espírito. O Senhor mostra-se publicamente cheio do Espírito e, por onde passa. Sua presença vai abençoada a todos quantos orientarem seus corações para Ele. Ele troca nossos corações de pedra por um coração novo e de carne.

EUCARISTIA

Que lição podemos tirar do Corpo de Cristo que passa em procissão pelas nossas praças e ruas? Os católicos acompanham o Senhor, que está Vivo e Ressuscitado na Hóstia, pelas ruas para testemunhar a todos que "sim, existe o amor, e pelo fato de que ele existe, existe e transformação e, por isso, podemos ter esperança. A esperança nos dá a força de viver, de enfrentar o mundo" (Joseph Ratzinger).

CORPUS CHRISTI

   Corpus Christi é um testemunho de amor, de um amor fiel que não morre na cruz, mas assume nossa carne ferida e a redime: "na Eucaristia se comunica o amor de Deus por nós: um amor tão grande que nos alimenta com o Seu próprio ser; amor gratuito, sempre disponível a cada pessoa com fome e necessitada de revigorar suas forças. Viver a experiência da fé significa deixar-se nutrir pelo Senhor e construir a própria existência não sobre bens materiais, mas cobre a realidade que não parece: os dons de Deus, a Sua Palavra e Seu Corpo."(Papa Francisco)

   Os que seguem Jesus na Eucaristia pelas ruas fazem uma escolta de amor. Guardamos Aquele que, desde sempre, já guardou nosso coração das más inclinações e do pecado. O Senhor espera que O escoltemos e isto se dá quando buscamos viver com fidelidade o Evangelho e praticamos as virtudes no ordinário de nossa vida. A Hóstia é o nosso maná, alimento que os nossos pais no deserto só viram em sombra: nós, pela fé, O vemos inteiramente, sem nenhuma sombra, ainda que Se revele para nós na forma de um pequeno Pão.l Neste Pão está contido Deus, O mesmo que morreu e ressuscitou para nos salvar. No dia de Corpus Christi, a Igreja se volta piedosamente para Seu Senhor, e pede a Ele que nos defenda "das tentações do alimento mundano que nos torna escravos; purifica a nossa memória para que não permaneça prisioneira na seletividade egoísta e mundana, mas seja memória viva de tua presença na história do seu povo, memória que se faz "memorial" do seu gesto de amor redentor"(Papa Francisco)

DOM FREI MANOEL DELSON

Arcebispo da Paraíba

 

OS SANTOS JUNINOS 

Por Dom Jaime Vieira Rocha*

Dom Jaime Vieira Rocha

 

Queridos irmãos e irmãs!

Na tradição religiosa popular, no mês de junho, celebramos os santos: Antônio de Pádua (ou de Lisboa), no dia 13, João Batista, dia 24, e Pedro, apóstolo, dia 29. Embora não tenha tradição junina, mas celebramos no mesmo dia 29, também São Paulo.

O costume popular de acender fogueiras nesses dias, especialmente na véspera dos dias festivos, dia 12, dia 23 e dia 28, como também as comidas de milho, canjica, pamonha, milho cozido, milho assado, faz do mês de junho um mês bastante rico culturalmente. Esses santos são chamados popularmente, de “os santos juninos”.

três santos Festa Junina 1024x614

 

Alguns fazem justificar o uso da fogueira a uma tradição segundo a qual, para avisar a Nossa Senhora do nascimento de seu João Batista, Santa Isabel teria acendido uma fogueira e, assim, a Mãe do Salvador tomaria conhecimento do nascimento do Precursor do Messias, João Batista. Embora essa tradição esteja mais próxima da lenda, contudo, é significativo esse sinal, quando pensamos que naquele tempo não existiam nem redes sociais, nem a tecnologia do jornalismo que temos hoje.

Mas, lendas à parte, esses três santos católicos, lembram a todos nós, que o caminho da santidade envolve a vida e a cultura dos povos. Ao celebrar a vida deles tomamos consciência de que “trazemos” a sua história para junto de nós.

De fato, quando a Igreja venera ou nos apresenta esses personagens da história, que se destacaram por uma vida exemplar, de seguimento a Jesus Cristo e de vivência da fé, lembra que esse é o caminho para todos os batizados e batizadas. E ainda, o caminho da santidade é um caminho de alegria, de vivência do bom humor.

Santo Antônio, franciscano, nascido em Lisboa, Portugal, no ano de 1195, e morto em 1231, em Pádua, na Itália, daí a variedade do seu nome, é um dos santos mais populares da Igreja. Além de elementos populares que cercam sua biografia, por causa da clareza de seu ensinamento e profundidade de seus sermões, foi declarado “Doutor da Igreja”.

Sua vida é marcada pela dedicação às pessoas, as quais atendia com simplicidade, especialmente os mais necessitados e doentes. Sua fama de santidade logo percorreu o mundo. Ele foi canonizado em 1232, um ano após a sua morte. Na cultura popular Santo Antônio é conhecido como “santo casamenteiro”, protetor e intercessor de quem procura casamento.

Santo Antônio, São João Batista e São Pedro (Foto: Reprodução da internet)

Já São João Batista e São Pedro, apresentados no Novo Testamento, gozam de uma veneração toda particular. O primeiro, considerado o último dos profetas, elo entre o antigo e o novo, dele a Liturgia da Igreja afirma: “Ainda no seio materno, ele exultou com a chegada do Salvador da humanidade e seu nascimento trouxe grande alegria” (Missal Romano. Prefácio da Natividade de São João Batista).

De São Pedro, o primeiro dos apóstolos, celebrado juntamente com São Paulo, no dia 29 de junho, a Igreja reconhece o martírio que, segundo a tradição teria sido crucificado de cabeça para baixo. Assim declara a Igreja: “[Pedro], o primeiro a proclamar a fé, fundou a Igreja primitiva sobre a herança de Israel” (Missal Romano. Prefácio de São Pedro e São Paulo, Apóstolos). Mas, não esqueçamos de São Paulo que comemoramos no dia 29, juntamente com São Pedro. Dele, a Liturgia da Igreja proclama: Paulo, mestre e doutor das nações, anunciou-lhes o Evangelho da Salvação (Missal Romano. Idem).

Celebremos esses santos neste mês tão cheio de encontros, de alegria, de festas. E procuremos viver essa santidade tão próxima de nós, com mais esperança e confiança. Que eles intercedam pelo nosso povo, um povo de fé, de coragem e de muita alegria.

*Arcebispo da Arquidiocese de Natal

e referencial para a Comunicação Social na CNBB NE 2

A PARÓQUIA do ROSÁRIO viveu ontem dia 31 de maio um dia de júbilo bastante significativo em seu calendário, quando os fiéis e DEVOTOS de NOSSA SENHORA participaram do encerramento festivo do MÊS DE MAIO   com a CELEBRAÇÃO  da VISITAÇÃO DA VIRGEM MARIA A SUA PRIMA ISABEL - a FESTA do MAGNIFICAT.

 

2019 MAIO ENCERRAMENTO 01

 

O SENTIDO da FESTA: MARIA, após receber a VISITA do anjo Gabriel, foi apressadamente VISITAR sua prima Isabel que morava na Judéia. A JOVEM, levando no ventre o FILHO DE DEUS, foi à casa de ISABEL, não movida por um simples dever, mas pela amizade e desejo gratuito de SERVIR.

Quando MARIA saudou ISABEL “a criança pulou de alegria em seu ventre, e ISABEL ficou repleta do ESPÍRITO SANTO”. Este estremecimento da criança no ventre de ISABEL é o gesto de reconhecimento de que Maria era, literalmente, portadora de DEUS. ISABEL ficou cheia do Espírito Santo e reconheceu a MÃE DO SALVADOR. Com um grande grito ISABEL exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre”.

Seguramente, a VISITAÇÃO é uma das cenas mais belas do Evangelho. Um momento absolutamente feminino: duas mulheres grávidas partilham o dom e a alegria da maternidade. Duas mulheres que desvelam o divino quando este ainda permanece velado.

Sobre a CELEBRAÇÃO : A MATRIZ do ROSÁRIO acolheu um grande público, para a última NOITE MARIANA do mês, cuja LITURGIA EUCARÍSTICA foi presidida pelo Padre Márcio Henrique, Pároco.      

2019 MAIO ENCERRAMENTO 06

 

 

 

       Para a LEGIÃO DE MARIA, o momento celebrativo revestiu-se de um sentido muito especial, considerando-se sua AÇÃO DE GRAÇAS pelos 10 ANOS do NOVENÁRIO DE MAIO a MARIA na PARÓQUIA DO ROSÁRIO.

         Com os corações em FESTA, os LEGIONÁRIOS e DEVOTOS HOMENAGEARAM E COROARAM A MÃE ESPECIAL , AMADA MÃE do ROSÁRIO não somente com a COROA que foi colocada em sua cabeça, mas também com o RAMALHETE ESPIRITUAL e com o OFERTÓRIO do belo NOVENÁRIO de maio de 2019 com as 31 NOITES de   ORAÇÃO e MEDITAÇÃO DOS MISTÉRIOS DO SANTO ROSÁRIO.

2019 MAIO ENCERRAMENTO 13

       Assim os irmãos marianos testemunharam sua fidelidade e devoção à MÃE DE DEUS E NOSSA MÃE, SENHORA DO ROSÁRIO, com a   OFERENDA do seu RAMALHETE ESPIRITUAL representado simbolicamente em R O S A S : rosas de AÇÕES, rosas de ORAÇÕES, rosas de AMOR e SERVIÇO. Na gratuidade e na humildade, os LEGIONÁRIOS OFERTARAM:

            as ORAÇÕES do SANTO TERÇO durante os 10 ANOS do NOVENÁRIO NA  PARÓQUIA DO ROSÁRIO;

                as VISITAS DOMICILIARES e HOSPITALARES aos ENFERMOS e IDOSOS, levando aos               

       aos  mesmos a SAGRADA COMUNHÃO EUCARÍSTICA

     as AÇÕES de EVANGELIZAÇÃO e ASSISTÊNCIA às FAMÍLIAS nas diversas Comunidades: VILA         40, LIXÃO, MISERICÓRDIA, SÃO JOÃO DA CRUZ, CASA de ACOLHIDA SÃO PAULO DA CRUZ,         CASA DE APOIO aos PACIENTES EM TRATAMENTO ONCOLÓGICO, etc. ;   VILA 40, LIXÃO,               MISERICÓRDIA, SÃO JOÃO DA CRUZ, CASA de ACOLHIDA SÃO PAULO DA CRUZ, CASA DE           APOIO aos PACIENTES EM TRATAMENTO ONCOLÓGICO, etc.

     os ENXOVAIS para RECÉM NASCIDOS dedicadamente confeccionados para as MÃES POBRES.

         as COLCHAS de RETALHOS CONFECCIONADAS e doadas a PESSOAS CARENTES.

     as AÇÕES pela PEREGRINAÇÃO DA IMAGEM de NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO entre  as Famílias.            

       A MARIA e por MARIA, suas VIDAS e TESTEMUNHOS.

          Seguindo-se , a culminância da HOMENAGEM a MARIA, com a COROAÇÃO pelas  CRIANÇAS, em nome de toda a Comunidade .. 

2019 MAIO ENCERRAMENTO 18

 

2019 MAIO ENCERRAMENTO 22

 

 

 

         Os FIÉIS LEGIONÁRIOS DE MARIA  agradeceram : "RECEBE, pois, ó MÃE DO ROSÁRIO,     NOSSOS CORAÇÕES     plenos de GRATIDÃO.     Em TI depositamos nossa CONFIANÇA...

INTERCEDE por nossas FAMÍLIAS... por nossa      PARÓQUIA   do ROSÁRIO,

por nossa DIOCESE, por nossa CIDADE e por nosso BRASIL.  

Que o DIVINO ESPÍRITO SANTO, conduza todos os nossos LARES,

para que sejam pequenas igrejas domésticas,

onde REINEM o AMOR, a UNIÃO e a PAZ, através da FÉ e da ORAÇÃO". 

       MEMORÁVEL NOITE MARIANA!...

  Desta maneira o SENHOR FAZ MARAVILHAS NA

PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO!...

******************************************************

créditos : TEXTO/ FOTOS - CONCEIÇÃO VILAR/ IR. BERNADETE DE LIMA. 

Dom Dulcênio: A história e o presente da Igreja de Campina Grande é pujante em bravas atitudes de apostolado

ANIVERSÁRIO 2019 70 ANOS 01

 

A festiva Celebração Eucarística dos 70 anos de criação da diocese, ocorrida na noite dessa terça-feira, (14) reuniu, na Catedral Diocesana, o clero local, ex-bispos, autoridades públicas, religiosos e dezenas de fieis e devotos de Nossa Senhora da Conceição.

Sob presidência do bispo diocesano, Dom Dulcênio Fontes de Matos, a missa solene contou também com a concelebração do bispo auxiliar de Fortaleza, Dom Valdemir Vicente Andrade Santos, convidado para assessorar a formação dos padres e diáconos da diocese, que acontece nesta semana, no Centro Diocesano de Formação, no bairro do Tambor.

A presença dos ex-bispos

O momento de ação de graças trouxe à catedral os três antecessores de Dom Dulcênio: o arcebispo emérito de Natal, Dom Matias Patrício, 5° bispo de Campina Grande; o arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, 6° bispo desta diocese; o arcebispo metropolitano da Paraíba Dom Frei Manoel Delson, 7º bispo diocesano .

A homilia

A mensagem do pastor diocesano foi de gratidão, seu semblante de alegria foi refletido em suas palavras, durante a homilia. Na ocasião, Dom Dulcênio agradeceu a Deus pelas sete décadas de missão da Igreja Particular de Campina Grande, situada no Planalto da Borborema.

“Uns plantam e outros colhem. Agradeço ao Senhor pelo serviço dos que já passaram e estão na eternidade. Mas, agradeço pelo serviço, pelo amor e doação de dom Matias, Dom Jaime e Dom Delson. Agradeço aos padres, religiosos e religiosas, leigos e leigas por todo o bem que fazem a esta igreja”, externou Dom Dulcênio.

No dia 14 de maio a Igreja faz memória de São Matias Apóstolo, o escolhido para compor o colégio apostólico, sucedendo Judas. Nesse sentido, o bispo de Campina Grande falou da importância desse grande homem, o qual Deus se serviu para implantar o seu reino.

Contemplando a eleição divina de Matias, Dom Dulcênio lembrou: “ O Senhor, como chamou Matias, ainda continua a chamar a todos nestes 70 anos de caminhada; Ao longo dessas sete décadas, bispos, padres, diáconos, religiosos e religiosas, leigos, o povo Cristão têm produzido frutos e acolhido ao chamado do Nosso Senhor”.

“A história e o presente da Igreja de Campina Grande, é pujante em bravas atitudes de apostolado, correspondendo aos anseios de cada época, não obstante tantas dificuldades vencidas ou que estamos a vencer”, destacou Dom Dulcênio.

Por fim, reiterou que o Senhor continua a chamar, jovens, adultos e idosos a edificarem a Igreja Particular, seja na complexidade da zona urbana ou na simplicidade da zona rural das cidades interioranas. “Sejamos testemunhas da fé católica, sejamos braços generosos, pessoas disponíveis a missão da Igreja do Senhor na Diocese de Campina Grande”, exortou o bispo diocesano.

A fala do metropolita

Tendo passado por Campina Grande entre os anos 2012 e 2016, ao final da missa, Dom Delson dirigiu suas palavras aos diocesanos:

“70 anos de história e evangelização, é muito tempo de semeadura. Vejo uma presença amorosa de Deus nessas terras da Borborema. Aqui nesta catedral foi plantada a semente rigorosa do evangelho e daqui se espalhou para os demais recantos. Nossa oração é para que esta história prossiga em um horizonte de esperança e construção do Reino de Deus . A diocese tem uma base sólida e sabemos que ela vai romper com novos tempos, novas conquistas, novas vitórias. E o fundamento dessa história é um, o Cristo vivo e ressuscitado que tá no coração do povo. Meus votos de felicidades, hoje e sempre”.

A fala do vigário geral e o encontro com a história local

Por sua vez, o padre Luciano Guedes, pároco da catedral e vigário geral da diocese, em sua fala pragmática e de agradecimento, lembrou do primeiro bispo diocesano, Dom Anselmo Pietrulla. Nessa reminiscência, contou como foi sua chegada às terras campinenses e leu a primeira saudação de Dom Anselmo, aos diocesanos, antes da possem em Campina Grande. Abaixo um pequeno trecho da mensagem:

“A Igreja de Campina Grande é de um valor incomensurável, e se confunde com as grandezas de suas aspirações com a altivez de seus sentimentos e com a imensidade de seu bem fadado futuro”.

Na ocasião, Pe. Luciano emocionou toda assembleia ao revelar que o cálice e a patena usados na celebração dos 70 foram usados na missa de instalação da diocese em 14 de maio de 1949. O material faz parte do acervo histórico da diocese, guardado na catedral diocesana.

Fotos: Pascom Diocesana

FONTE: PORTAL DA DIOCESECG. 

ANIVERSÁRIO 2019 70 ANOS 04

 

 

 

MISSAS NO ROSRIO - HORRIOS

papa

BISPO DIOCESANO

DOM DULCENIO FOTO NOVO BISPO DIOCESANO

Mensagem da Semana

PADRE MRCIO HENRIQUE

ESPAÇO DE EVANGELIZAÇÃO

biblia

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

CAPELA RAINHA DA PAZ  foto

Meu Dia de Oração

oracao

Clima Tempo

 

CATEQUESE COM O PAPA

BRASO DO PAPA FRANCISCO

Visitantes On-Line

Nós temos 210 visitantes e 1 membro online

Contador de Visitas

01642506
 

Webmail

Rosário no Twitter

 

Acesso Restrito