Quinta, Julho 24, 2014

Este é o site da Paróquia do Rosário de
Campina Grande, Paraíba, Brasil

Através deste site, a ativa comunidade da paróquia interage, obtém informação e usufrui de serviços web voltados para a religiosidade que cerca suas atividades. Explore nosso site, começando pela página de nosso brasão, criado na comemoração do jubileu de 70 anos de existência da paróquia.

Conheça Nosso Brasão

Agenda é um recurso útil para quem não conhece a rotina da paróquia e para quem quer saber sobre eventos correlatos.

Nosso site agora apresenta uma agenda integrada com o Google, de modo a mostrar informações sobre atividades rotineiras e sobre eventos especiais de forma mais amigável e mais clara, inclusive com mapas dos locais associados.

Confira a Agenda

"Uma imagem vale por mil palavras."

O site da Paróquia do Rosário inovou na apresentação de suas fotos, facilitando o acesso às imagens e aprimorando o uso deste recurso.

Mais detalhes

dest_youtube

“Se uma imagem vale por mil palavras, quanto valerá um vídeo com uma mensagem valorosa?”

O site da Paróquia do Rosário passa a indicar sites de vídeos publicados no YouTube, com destaque para vídeos relacionados com a Igreja Católica e temas afins. Acesse nossa página de vídeos e veja o acervo que disponibilizamos para você.

Vídeos Recomendados

"Em uma sociedade cada vez mais digitalizada, devemos
seguir pelos mesmos caminhos do nosso rebanho para prosseguir a evangelização."

A Paróquia do Rosário marca sua presença no Twitter, para manter estreita a comunicação com os seus seguidores virtuais. Visite nossa página do Twitter e nos acompanhe nesta caminhada.

Visite nosso Twitter

"O dízimo é um ato de fé. É a prova de que acreditamos que tudo que temos vem de Deus."

Visite nossa página dedicada ao Dízimo, que é muito mais do que uma simples contribuição material para a sua comunidade religiosa.

Saiba Mais

"Nós temos os líderes que merecemos, pois somos nós, através do voto, que elegemos estes líderes.

A Igreja Católica tem uma posição muito bem definida quanto a importância do ato cívico de votar. O eleitor deve ter em mente a importância do sufrágio para o futuro dele, de sua família e da sociedade onde está inserido.

Leia Mais

SEMANA DA FAMLIA 2014.jpg 2 SEMANA DA FAMLIA 2014

Vídeo em Destaque

You need Flash player 6+ and JavaScript enabled to view this video.

Playlist: 0 | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7

SANTA MISSA EM SEU LAR

SANTA MISSA EM SEU LAR

PLAY - AOS SÁBADOS ÀS 19h30MIN (TV ITARARÉ)

Artigo de Pe. Márcio Henrique

trigo e joio16

 

  

PADRE MRCIO HENRIQUE

         

 

 Caros irmãos e irmãs, em domingos anteriores vimos que a semente da Palavra de Deus, o Evangelho, nem sempre cai em terra de bons corações, mas também cai em terras duras onde a semente não pode penetrar. E ainda, cai em terras de corações que deixam a Palavra de Deus penetrar, mas como a Palavra é comprometedora, quase sempre provoca perturbações, atrai perseguições, essas são as razões porque muitas pessoas deixam de pautar suas vidas pela Palavra de Deus.  

 

          Uma terceira possibilidade, é quando a semente cai em corações que não se deixam enraizar, porque os cuidados com o mundo, as seduções das riquezas, as ocupações e preocupações materiais a sufocam, tornando-a infrutífera. No entanto, há também o coração "terra boa" que se deixa seduzir pela Palavra de Deus e passa a viver da orientação divina.

 

         Sendo assim, não nos deve perturbar e tirar a paz, se entre nós existe o escândalo do cristão medíocre, do cristão pecador, do cristão distante do ideal evangélico de pureza, de santidade e de desapego. A Igreja somos nós. E sendo feita por seres humanos e vivendo mergulhada neste mundo, a Igreja da qual fazemos parte, corre continuamente o risco de ser contaminada com o mundo e ver crescer em suas fileiras o joio ao lado do trigo (Mt. 13, 24-43). Jesus já previa isso, já sabia como era ou como seria a sua Igreja, já tinha certeza que nem todos seriam bons discípulos. 

 

          Diante dessa situação que nada tem de bonito está, de um lado, a impaciência dos servos: "Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?...Queres que vamos arrancar o joio?" (Mt 13,27-28). Por outro lado, a paciência de Deus, o dono do campo: "Foi o inimigo que fez isto, mas não arranquem o joio, porque com ele vocês vão arrancar também o trigo" (Mt 13,29). Qual das duas atitudes operam a salvação? Sem dúvida, a paciência de Deus! Ele sabe que está situação, não põe em perigo o bom êxito do Reino. Os bons continuarão sendo bons, pela graça de Deus, ao lado dos maus. O bom testemunho que dermos, ajudará os maus a se converterem, poderá levá-los ao arrependimento e à conversão.

Leia mais...

JMJ: um ano!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  Rio de Janeiro (RV) -

É tempo de celebrar, comemorar, bendizer! Até o próximo dia 27 estamos reavivando nossa “Memória” da JMJ Rio 2013 para atuarmos ainda mais na “Missão” que nos compete no mundo de hoje.

Sempre tinha ouvido dizer que um país que recebe a Jornada Mundial da Juventude não continua como antes. Realmente, as experiências vividas por nós ainda deverão ser mais explicitadas por tantos que as viveram e que querem expô-las para a maior glória de Deus e para que mais pessoas possam aproveitá-las para suas vidas tomarem o rumo da paz e da fraternidade.

 

 
Há exatamente um ano nós celebrávamos a XXVIII Jornada Mundial da Juventude. Precedida pela Semana Missionária nas Dioceses do Brasil, ela foi realizada entre os dias 23 a 28 de julho de 2013, nessa amada cidade arquiepiscopal de São Sebastião do Rio de Janeiro. Pela primeira vez este evento ocorreu em um país cuja língua portuguesa é majoritária, e pela segunda vez em um país da América do Sul (a primeira vez foi na Argentina, em 1987). A escolha da cidade brasileira foi feita pelo Papa Emérito Bento XVI em 2011, no encerramento da Jornada Mundial da Juventude daquele ano em Madri. Nossos agradecimentos a ele e ao nosso saudoso predecessor, Cardeal Eugênio de Araújo Salles, que nos apoiou nessa decisão.
 
Este encontro foi marcante para toda a Igreja e para a sociedade, pois tivemos a graça de presenciar milhões de jovens reunidos para aprofundar o tema: “Ide, pois, fazei discípulos entre todas as nações”! O público presente à Missa de Envio na praia de Copacabana (último ato central da JMJ) chegou a 3,7 milhões de pessoas. Durante esses dias muitos eventos com participação de milhares de pessoas aconteceram: Cerimônia de Abertura, na terça-feira, 23; a Cerimônia de Acolhida do Santo Padre, na quinta-feira, 25; a Via-Sacra, na sexta-feira, 26; a Vigília do dia 27. A Arquidiocese conseguiu hospedagem que ultrapassou o número de inscritos oficialmente. Além dos que chegaram sem inscrições e que foram acomodados nas casas dos paroquianos que as tinham disponibilizado.

A grande e marcante presença foi a do Papa Francisco, que chegou ao Rio de Janeiro no dia 22 de julho de 2013.

Em sua primeira mensagem, no dia de sua chegada, no Palácio Guanabara, fez o discurso onde podemos ressaltar:
 
 

“Quis Deus na sua amorosa providência que a primeira viagem internacional do meu Pontificado me consentisse voltar à amada América Latina, precisamente ao Brasil, nação que se gloria de seus sólidos laços com a Sé Apostólica e dos profundos sentimentos de fé e amizade que sempre a uniram de modo singular ao Sucessor de Pedro. Dou graças a Deus pela sua benignidade (...) Aprendi que para ter acesso ao povo brasileiro, é preciso ingressar pelo portal do seu imenso coração; por isso, permitam-me que nesta hora eu possa bater delicadamente a esta porta. (...) Não tenho ouro nem prata, mas trago o que de mais precioso me foi dado: Jesus Cristo”!

Leia mais...

 As lições de uma grande derrota

 
 

brasil_-_reproducao

O Brasil e o mundo ficaram chocados, aturdidos, com a derrota de 7 a 1 da seleção brasileira contra a Alemanha. Ninguém pôde entender e explicar como em menos de trinta minutos de jogo já tínhamos tomado cinco gols muito bem construídos. Gols elegantes.

No país do futebol, numa das “Arenas” mais belas e caras do mundo, o time de craques milionários que jogam no mundo todo, muito bem pagos e treinados, com menos de trinta minutos estava prostrado, derrotado, paralisado. Algo inimaginável, algo que superou todas as piores previsões negativas. O “gigante do futebol”, cinco vezes campeão do mundo, gemia e chorava, dentro de sua casa… Alguns falaram em “apagão” do time. Nenhum comentarista de futebol conseguiu explicar o que houve, embora arriscassem muitos palpites. Nunca houve em toda a história das Copas do Mundo um time que tivesse sido tão massacrado, vexado, em sua própria casa. Foi algo sobre-humano… por isso, tudo merece muita reflexão.

As palavras do povo em lágrimas eram: vergonha, humilhação, etc… É precioso olhar tudo isso, com os olhos da fé. Michel Quoist disse que “na perspectiva da fé, submeter-se à realidade é submeter-se a Deus”.

Os sábios dizem que são nas piores derrotas que o homem aprende a reconhecer seus erros e se preparar para a vitória. Os nossos fracassos, quando bem aproveitados, são remédios eficazes. Então, o mais importante agora é tirar desta catástrofe futebolística, dessa hecatombe nas almas da maioria dos brasileiros, as lições que esse belo país, Terra de Santa Cruz, precisa aprender para vencer os enormes desafios que tem pela frente.

Em junho do ano passado o povo brasileiro foi para as ruas reclamar, como há muito tempo não fazia, contra todas as mazelas que o afligem. Conhecemos bem; houve até um cartaz que dizia: “São tantos problemas que não cabem num cartaz”.

Não podemos nos orgulhar diante do mundo, apenas com realidades tão passageiras, efêmeras e voláteis como futebol, carnaval, e coisas semelhantes. Não. Precisamos nos orgulhar de ter um povo educado, com mais honestidade, sem criminalidade descontrolada, sem fome, sem falta de moradia, sem corrupção, sem malversação do dinheiro público, com bons hospitais, bons médicos e dentistas para o povo, saneamento básico, transportes públicos adequados, mais remédios, menos inflação e impostos, melhor PIB, políticos mais honestos, menos “toma lá dá cá”, menos conchavos políticos, menos fingimentos, etc. Isto sim, deve encher de orgulho uma nação; e não simplesmente se satisfazer com um orgulho perigoso e enganador de querer ser “o melhor do mundo” em futebol e carnaval. Mas agora o circo “pegou fogo”.

Leia mais...

Padre MÁRCIO - GRANDECORAÇÃO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pe. MÁRCIO HENRIQUE

A liturgia deste décimo quinto domingo do Tempo Comum, convida-nos a abrir o coração e fazer dele “terra boa”.

Para que uma terra seja boa, é preciso cuidar dela, revirá-la, remover o que nela está sendo daninho. Quem já lidou com a terra, sabe quais os cuidados necessários para que ela fique pronta para a semeadura.

O nosso coração precisa se transformar numa “terra boa”, onde a semente da Palavra será lançada, e para que isso aconteça ele precisa ser cuidado. E quando falo de coração, quero falar da alma, do entendimento e de tudo o que se constitui o nosso ser. É urgente cuidar de tudo isso. Imagino que a melhor forma que temos para cuidar do nosso coração, é nos aprimorando numa espiritualidade, é aproximando-nos de Deus.

Assim, todo homem e toda mulher que tem fé conseguirão compreender melhor os apelos de Deus, conseguirão fazer do coração uma “terra boa”, para receber a semente da Palavra. Isso acontece, porque a fé faz toda diferença na nossa vida; a espiritualidade faz com que a vida não seja um fardo pesado. Quem acredita em Deus e na sua Palavra enfrenta melhor os seus próprios conflitos, perturbações, inquietações e solidão. Cada um sabe muito bem que não foram poucas as vezes em que na nossa solidão, quem nos acompanhou foi a nossa fé, nossa espiritualidade.

É isso que ajuda a sermos melhores no nosso trabalho, quando são grandes os conflitos, quando somos perseguidos e incompreendidos. E nestes momentos difíceis, quando procuramos apoio, quando nós nos protegemos? Sem dúvida, é na fé que buscamos essa sustentação; é na espiritualidade que temos dentro do coração que nos amparamos.

Esse apoio da fé e da espiritualidade faz-se necessário em toda as realidades da nossa vida. É assim que nosso coração se transforma numa “terra boa”, para que a semente da Palavra de Deus possa cair, germinar e produzir frutos. É assim que nos tornamos sensíveis àquilo que Deus quer falar, nos tornamos sensíveis ao diálogo que Deus estabelece com cada um de nós.

Leia mais...

 

altPara refletir sobre as novas relações surgidas com o rápido crescimento da internet nos últimos anos, será realizado o 5º Mutirão de Comunicação do regional Nordeste 2 da CNBB  (Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte). O evento ocorrerá, de 29 a 31 de agosto, na cidade de Campina Grande (PB). Destina-se a agentes da Pastoral da Comunicação, comunicadores em geral, estudantes e demais interessados.

O tema proposto é “Comunicação humana e ambiente digital: desafios nas novas relações”, que pretende levantar discussões sobre a nova evangelização, os novos limites nas relações humanas e os desafios gerados pela inclusão digital massiva.

Esta temática contará com assessoria do mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos, na linha de pesquisa Midiatização e Processos Sociais, Moisés Sbardelotto, e do assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB, padre Clóvis de Melo.

Além da discussão central, o Muticom Regional ainda oferecerá oficinas, workshops e laboratórios que visam o aperfeiçoamento técnico em áreas específicas: organização de eventos, fotografia, produção e apresentação de programas de rádio, web tv, web rádio, edição de vídeos, redes sociais entre outros.

Na programação, consta a apresentação do Diretório de Comunicação da Igreja no Brasil, que será lançado para todo Brasil no Encontro Nacional da Pascom, em julho. 

Serão oferecidas 350 vagas. As inscrições estão abertas e toda programação divulgada no site www.5muticomne2.com.

CNBB com informações da Pascom do Regional Nordeste 2.

Convite do EC

CRISTO E CRUZEIRO

papa

BISPO DIOCESANO

DOM DELSON

Mensagem da Semana

PADRE MRCIO HENRIQUE

Imagem1

ESPAÇO DE EVANGELIZAÇÃO

biblia

COMUNIDADE RAINHA DA PAZ

CAPELA RAINHA DA PAZ  foto

Meu Dia de Oração

oracao

Clima Tempo

 

CATEQUESE COM O PAPA

BRASO DO PAPA FRANCISCO

Visitantes On-Line

Nós temos 98 visitantes online

Contador de Visitas

00405989
 

Webmail

Interatividade

O Brasil está precisando de uma grande "LIMPEZA ÉTICA"?

MURAL DE RECADOS

PASTORAIS DIVERSAS e COMUNIDADES
07/07/2014 às 17h04
PARÓQUIA
CAMPINA GRANDE PB

AGENDA PASTORAL PARA HOJE: 15h – Legião de Maria da Comunidade Rainha da Paz 19h30 – Missa na Comunidade Obra Nova - Pe. Eugênio Paróquia Nossa Senhora do Rosário CAMPINA GRANDE-PB 2 19h30 – Terço dos Homens – Rainha da Paz (Iniciou [...]

Ver recado completo »

Rosário no Twitter

 

Acesso Restrito